Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Queda no desemprego pode dar folga de 230 milhões no Orçamento do Estado

rawpixel/Unsplash
rawpixel/Unsplash
Autor: Redação

A taxa de desemprego em Portugal tem vindo a descer ao longo dos últimos meses – em maio, ficou-se nos 7%, atingindo o valor mais baixo desde outubro de 2002. Se esta tendência se mantiver, e se taxa média anual ficar nos 7%, ao invés dos 7,6% esperados pelo Governo, o Orçamento do Estado poderá ganhar uma folga de 230 milhões de euros.

A tendência deverá manter-se, já que a estimativa provisória do Instituto Nacional de Estatística (INE) aponta para uma nova descida em junho, desta feita para os 6,7%. De acordo com os especialistas ouvidos pelo Jornal de Negócios, é expectável que os resultados anuais sejam bem melhores que o esperado, o que quererá dizer que o Governo poderá chegar ao final do ano com uma folga orçamental na ordem dos 230 milhões.

Se o cenário se vier a confirmar, quem fica a ganhar são os portugueses – porque conseguiram emprego –, mas também o Estado, que com menos subsídios para pagar terá a possibilidade de fazer engordar as contas dos cofres públicos.