Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mudar de emprego faz ganhar mais 8,5% – contra um aumento de 2,9% para quem fica

Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
Autor: Redação

Os trabalhadores que mudaram de posto de trabalho entre outubro de 2018 e abril de 2019 tiveram um aumento salarial de 8,5%, uma subida superior à verificada por quem se manteve no mesmo emprego (2,9%).

O aumento salarial em causa (de 8,5%) é, no entanto, inferior àquele que tinha sido notado pelos trabalhadores que trocaram de trabalho entre 2017 e 2018 (9,4%).

Segundo dados que constam no relatório do Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social sobre os 45 anos do salário mínimo nacional, entre outubro de 2018 e abril de 2019, os salários dos mais de 2,4 milhões de trabalhadores que se mantiveram empregados cresceu 3,2% em termos nominais. 

“(…) No caso dos trabalhadores que mudaram de posto de trabalho entre 2017 e 2018, o aumento  salarial nominal foi de aproximadamente 9,4%, sendo que no caso dos trabalhadores que mudaram de posto  de trabalho entre outubro de 2018 e abril de 2019 esse aumento foi de 8,5%”, lê-se no documento.