Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Hotel Exe Liberdade vendido a fundo gerido pela seguradora suíça Swiss Life

CBRE
CBRE
Autor: Redação

O hotel Exe Liberdade, situado junto ao Marquês de Pombal, em Lisboa, mudou de mãos: foi vendido pela D. Loulé 112/126 S.A. a um fundo gerido pela Swiss Life, uma das maiores seguradoras da Europa. Esta é, de resto, a primeira aquisição da empresa suíça em Portugal.

Segundo a consultora imobiliária CBRE, que representou o vendedor no processo, o Exe Liberdade encontra-se em operação através de um contrato de arrendamento com a Hotusa, empresa catalã do setor turístico. O valor do negócio não foi revelado.

Em causa está um hotel de três estrelas com 163 quartos distribuídos por oito andares. “Numa homenagem a Lisboa, cada um dos alojamentos destaca diferentes ex-líbris da cidade, através de fotografias colocadas na parede”, refere a CBRE em comunicado.

Para Duarte Morais Santos, diretor associado da CBRE Hotels, “este é mais um exemplo de como a expansão hoteleira” na capital “é cada vez maior”. “O número de ‘players’ internacionais a investir neste tipo de ativos continua a crescer, sobretudo quando estes estiverem localizados em zonas centrais com um elevado fluxo turístico, como é o caso do Exe Liberdade”, acrescentou.

Já Francois Cédelle, hotel fund manager da Swiss Life, disse que o hotel Exe Liberdade “apresenta uma proposta de valor atrativa, num segmento de mercado com pouca oferta”. “Estamos com muita vontade de trabalhar com o operador – a Hotusa”, concluiu.