Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Web Summit: Lisboa ganha a maior feira tecnológica do planeta por 10 anos

Web Summit
Web Summit
Autor: Redação

Lisboa vai continuar a ser a cidade anfitriã do Web Summit, a maior conferência mundial dedicada à tecnologia, durante a próxima década. Depois de um longo processo de negociação, que durou mais de um ano e que envolveu ofertas de mais de 20 das maiores cidades europeias – incluindo Berlim, Paris, Londres, Madrid, Milão e Valência – a organização do evento internacional chegou a acordo com o Governo português e a Câmara Municipal de Lisboa.

O anúncio foi feito esta quarta-feira, dia 3 de outubro por Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, António Costa, primeiro-ministro de Portugal, e Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa. O Web Summit é organizado em Lisboa desde 2016 e este ano o evento vai decorrer entre 5 e 8 de novembro, no Altice Arena, no Parque das Nações.

Do acordo faz parte a duplicação do espaço para a realização da Conferência – até 2022 - com vista a responder ao contínuo e rápido crescimento da Web Summit desde o seu início. A primeira fase de expansão, segundo é explicado em comunicado, começará nos próximos meses e deverá estar concluída até ao início da Web Summit 2019. Nas duas fases seguintes, prevê-se que a dimensão do espaço da Conferência duplique a dimensão atual.

Impacto económico superior a 300 milhões de euros

O apoio público para a Web Summit é de 11 milhões de euros por ano, num total de 110 milhões pelos 10 anos. As verbas serão financiadas pelo Fundo de Desenvolvimento Turístico e outras instituições do Ministério da Economia e Câmara de Lisboa.

De acordo com informação prestada, citada pelo Negócios, o acordo tem uma cláusula de rescisão, que obriga a pagar 340 milhões de euros por cada ano que não cumpra dos 10, ou seja, no total de uma década é de 3.400 milhões.

Em contrapartida, o Governo Português estima que a Web Summit terá tido um impacto económico superior a 300 milhões de euros no país, contribuindo ainda para promover Portugal e posicionar as empresas portuguesas no mercado global. Portugal foi, aliás, descrito recentemente pelo The Wall Street Journal como "uma das estrelas mais brilhantes da Europa, onde as startups tecnológicas proliferam e o investimento continua a aumentar".

Duplicar espaço do evento

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, afirma: “Estamos muito entusiasmados com o facto de continuarmos em Portugal. Sem conseguirmos aumentar a dimensão do espaço para a Conferência isto não teria sido possível. Até há poucos meses não acreditávamos que fosse possível. Os planos são incríveis e estamos muito gratos a todos os que neles trabalharam.

A Web Summit é uma empresa Irlandesa, com origem em Dublin, que organiza eventos em todo o mundo. Mais de 120.000 pessoas de mais de 170 países marcaram presença em eventos globais como o Web Summit em Lisboa, Collision em Toronto, RISE em Hong Kong e MoneyConf em Dublin.

Nas palavras da Inc Magazine, “o Web Summit é a maior conferência dedicada à tecnologia em todo o mundo”. Já a Forbes, caracteriza o Web Summit como “a melhor conferência tecnológica do planeta”, enquanto a Bloomberg o apelida de “Davos para geeks”, a Politico como #as olimpíadas da tecnologia” e o The Guardian como o “Glastonbury para geeks”.