Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado do Bolhão recebe comerciantes no início de 2022

Para apoiar regresso dos comerciantes ao mercado a Câmara do Porto aprovou uma verba de 2,13 milhões de euros.

Reabilitação do Mercado do Bolhão
Wikimedia commons
Autor: Redação

As obras de reabilitação do Mercado do Bolhão, no Porto, estão a avançar a bom ritmo e a expectativa da Câmara Municipal da cidade é que fiquem concluídas até ao final do ano. Os comerciantes vão começar a ocupar os novos espaços já no início de 2022.

Em obras desde maio de 2018, o icónico mercado no coração da cidade Invicta vai voltar a ter vida já entre janeiro e fevereiro de 2022, segundo revela o jornal Público. A transição dos comerciantes para os novos espaços está assim agendada para não coincidir com as festas de fim de ano, o que poderia prejudicar os negócios que agora funcionam no mercado temporário. Os comerciantes deverão, então, proceder à adaptação dos seus espaços no mercado. E para isso há novos apoios.

Para apoiar o regresso dos comerciantes ao Bolhão, a Câmara Municipal do Porto aprovou na passada segunda-feira, dia 26 de julho de 2021, a atribuição de um apoio no montante de 2,13 milhões euros. Este valor deverá ser utilizado pelos comerciantes históricos do Bolhão na adaptação dos espaços interiores e exteriores do edifício.

Reabertura do Mercado do Bolhão
Wikimedia commons

“Entende o município dever atribuir e fixar um valor a liquidar aos citados comerciantes [históricos] – titulares de licenças de ocupação de espaços de restaurante e titulares de contratos de arrendamento de lojas no exterior – apoiando, desta forma, as despesas inerentes ao seu regresso aos novos espaços”, indica o documento aprovado citado pelo portal de notícias da autarquia.

Este apoio vai ser distribuído segundo duas modalidades, segundo o Executivo de Rui Moreira:

  • apoio às obras de adaptação do espaço de restaurante aos comerciantes do interior, com um valor de cerca de 268 mil euros;
  • apoio à obras de reposição das lojas do exterior aos respetivos inquilinos, com um valor do apoio que ascende a 1,86 milhões de euros. Este montante vai ser distribuído por 25 comerciantes.

A obra de restauro do Bolhão já está em curso há mais de três anos e foi orçada em cerca de 22,3 milhões de euros. Esta a ser levada a cabo pela ACE – Lúcios & ACA, vencedora do concurso público internacional lançado pela Câmara do Porto. Uma vez terminada a empreitada no final do ano, o Mercado do Bolhão vai contar com o regresso de 62 comerciantes e 26 inquilinos, escreve ainda o site da câmara.