Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

menos voos para luanda podem custar cinco mil passageiros à tap

segundo período de greve está previsto para os dias 3, 4, 5 e 6 de janeiro
Autor: Redação

a tap quer aumentar de dez para 12 o número de voos semanais para luanda, entre julho e setembro, mas o regulador angolano não responde ao pedido. esta ausência de resposta pode levar a companhia aérea a perder cerca de cinco mil passageiros, tantos quantos os que já fizeram reserva para um dos dois voos de reforço da operação da transportadora aérea portuguesa entre lisboa e a capital angolana

o primeiro voo devia ter acontecido ontem, às 12h30, o outro estava marcado para hoje à mesma hora

"perante a falta de autorização das entidades angolanas, a tap viu-se forçada a suspender os dois voos semanais extra programados na linha lisboa/luanda/lisboa além das dez frequências actuais para o pico deste verão", anunciou a companhia aérea portuguesa em comunicado

estas ligações, que deveriam realizar-se entre 4 de julho e 13 de setembro, tinham já cerca de cinco mil reservas. mas os voos só podem ocorrer quando houver autorização do instituto nacional da aviação civil angolano