Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sociedade do Bankinter e Sonae Sierra abre plano de compras com retail center de Portimão

Youtube
Youtube
Autor: Redação

A Olimpo Real Estate, sociedade de investimento detida pelo Bankinter e a Sonae Sierra, acaba de fechar as suas primeiras compras em Portugal e Espanha. No mercado doméstico o veículo, cujo nome comercial é Ores, adquiriu a sociedade Portitail, proprietária do retail center Portimão Centro, no Algarve, por valor desconhecido. Já no país vizinho, investiu na compra de duas lojas em Bilbau e Pamplona, por 18,7 milhões.

O retail Park de Portimão, inaugurado em 2006, tinha sido adquirido no início de 2016 ao British Land pela Multi Corporation, plataforma de gestão de ativos imobiliários do fundo norte-americano Blackstone, no âmbito de uma operação que contemplou também a compra dos parques comerciais de Sintra, Viana do Castelo, Santarém e Aveiro

O terreno deste parque comercial este, após o incêndio que o devastou em 2012, cerca de dois anos quase abandonado, com os destroços dos edifícios destruídos pelo fogo a apodrecer e a criar problemas ao vizinhos, na localidade de Chão das Donas, segundo conta a imprensa regional.

Ambas as operações agora concretizadas pela Olimpo em Portugal e Espanha foram financiadas por recursos próprios e correspondem aos primeiros investimentos realizados pela sociedade que está há pouco mais de um mês cotada no Mercado Alternativo Bursátil (MAB) de Madrid.

Empresa quer investir 400 milhões na Península Ibérica

A companhia chegou ao mercado com um objetivo muito definido: investir cerca de 400 milhões de euros em locais comerciais high street, supermercados e hipermercados, parques de médias superfícies (menos de 20.000 m2), sucursais bancárias e ativos unitários com arrendamentos longos e inquilinos solventes.

A sua estratégia passa por procurar ativos comerciais que estejam situados em boas localizações e nas principais cidades portuguesas e espanholas. O mercado espanhol deverá pesar cerca de 65% da sua carteira, enquanto os restantes 35% estarão em território luso. O plano de investimentos acabará no final de 2018.

Segundo o prospeto de incorporação no mercado, a Olimpo Real Estate determina um prazo de cinco anos (em concreto até 29 de dezembro de 2021) para liquidar toda a sua carteira de ativos ou conservá-la por mais cinco anos. Neste caso, e uma vez se cumpram 10 anos desde o seu arranque, será convocada uma assembleia de acionistas para decidir se é mantida a sua atividade ou é liquidada.