Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Torre Ocidente do Colombo vendida a fundo de investimento de Singapura

Autor: Redação

O consórcio proprietário das Torres Colombo, que é formado em partes iguais pelo Grupo CGD, Iberdrola Inmobiliária, CBRE Global Investors e Sonae Sierra, anunciou ontem (dia 10) em comunicado a venda da Torre Ocidente. “O edifício foi adquirido por um ‘investment trust’ cotado em Singapura, que através desta transação efetuou a sua primeira aquisição no mercado português”, lê-se no documento.

O valor do negócio não foi revelado, mas o Público escreve que foi superior a 70 milhões de euros. Segundo a agência EFE, rondou os 80 milhões.

“Este negócio demonstra o reconhecimento de investidores internacionais na qualidade do ativo, bem como, a confiança e interesse crescente no mercado português de escritórios”, referem os vendedores.

De referir que os escritórios da Torre Ocidente estão neste momento todos ocupados. “Ficaram totalmente preenchidos com a entrada do grupo BNP Paribas em janeiro deste ano, que veio ocupar um total de 11.100 m2, distribuídos por cinco pisos e meio e uma loja. O grupo francês juntou-se, assim, a grandes empresas reconhecidas internacionalmente como a Sonae Sierra, Lilly Portugal, ManpowerGroup Solutions, Viacom e Arvato, que têm os seus escritórios na Torre Ocidente”, revela o comunicado.

O complexo das Torres Colombo é composto por duas torres de escritórios com 14 pisos e uma área bruta de 29.000 m2 cada, tendo sido concluído em 2011 com a construção da Torre Ocidente.

O consório vendedor foi representado no negócio pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield. A transação foi ainda assessorada pela Uría Menéndez-Proença de Carvalho, que assegurou todo o suporte legal ao consórcio vendedor, e pela Garrigues, que assessorou o comprador.