Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Segurança Social compra edifício à CGD para instalar todos os serviços de atendimento ao público

Youtube
Youtube
Autor: Redação

O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social comprou ao Fundo de Pensões da Caixa Geral de Depósitos o edifício que serviu de sede ao antigo Banco Nacional Ultramarino por 50 milhões de euros. Aqui vai instalar todos os serviços de atendimento ao público em Lisboa, juntando 1.500 pessoas atualmente distribuídas por 13 edifícios em Lisboa, 12 dos quais património da Segurança Social, e que ficam agora desocupados e podem vir a gerar uma receita extra para o Ministério, estando avaliados em pelo menos 50 milhões de euros. Poderão ser arrendados ou alienados.

De acordo com o Público, a operação ficou fechada em maio e no novo espaço, situado na esquina entre a Avenida de Berna e a Avenida 5 de outubro, ficarão concentrados todos os serviços desde o centro distrital de segurança social de Lisboa, as Juntas Médicas, serviços centrais do ISS e o Centro Nacional de Pensões.

A ideia é conseguir um "reforço do atendimento", com uma "maior racionalização dos próprios recursos, criando-se sinergias", explica a secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, citada pelo diário.

As obras devem arrancar no início do próximo ano e a mudança será feita a partir do primeiro trimestre, permitindo ao Estado poupar 1,5 milhões de euros por ano, através da redução das comunicações, serviços de limpeza, segurança, condomínios ou manutenção. o FEFSS vai arrendar o imóvel à Segurança Social.

De acordo com a mesma fonte, esta compra contará para efeitos contabilísticos como investimento imobiliário e por isso terá impacto nulo no défice. O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social vê, assim, a sua carteira imobiliária reforçada com a receita da futura ocupação dos edifícios que agora ficam livres.