Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ocupação de escritórios em Lisboa aumenta 200% em setembro

Creative commons
Creative commons
Autor: Redação

O mercado de escritórios de Lisboa continua ao rubro. Em setembro foram ocupados cerca de 22.762 metros quadrados (m2) na capital, um crescimento de 197% face ao mesmo mês do ano passado e que fez elevar para 113.471 m2 o volume transacionado no acumulado do ano, revela a consultora imobiliária JLL, no relatório mensal Office Flashpoint. 

“A atividade de setembro, o mês mais ativo até agora, reflete a crescente procura por áreas de grande dimensão, já que apenas os cinco negócios com áreas superiores a 1.000 m2 foram responsáveis por cerca de 58% da ocupação mensal”, disse a diretora de Consultoria Estratégica e Research da JLL, Maria Empis, em comunicado. "Também em termos acumulados, o número de operações de grande dimensão continua a crescer, o que evidencia bem a vitalidade do tecido empresarial da capital”, acrescentou. 

O relatório revela ainda que o eixo Avenida da Liberdade – Saldanha foi o mais dinâmico no mês em análise, concentrando quatro das cinco operações com mais de 1.000 m2. Também no acumulado do ano, esta zona tem sido um destino muito procurado para áreas de grande dimensão, acolhendo 28% das operações concluídas entre janeiro e setembro. Do lado da procura, as empresas de TMT’s & Utilities continuam a liderar, com 42% da área ocupada em setembro e 23% nos primeiros nove meses de 2017. 

Segundo a consultora, foram concluídas em setembro 40 operações de escritórios em Lisboa, traduzindo uma área média transacionada de 569 m2. No total do ano (janeiro a setembro), a área média é semelhante (570 m2), tendo havido 199 operações.