Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado de escritórios cresce 11% em Lisboa, um recorde

Ocupação de escritórios por zonas em Lisboa / Worx
Ocupação de escritórios por zonas em Lisboa / Worx
Autor: Redação

O mercado de escritórios da capital continua a bater recordes dos últimos nove anos. De acordo com dados da Worx, o take-up total – a ocupação efetiva –, da primeira metade do ano, atingiu os 86.819 metros quadrados (m2), um aumento de 11% face ao mesmo período do ano passado. Os valores “permitem antecipar mais um fecho de ano com valor recorde”, garante a consultora.

A Worx mostra que as subidas “consideráveis” em zonas como Parque das Nações (Zona 5) permitiram atenuar as descidas verificadas na zona 4 (Zona Histórica) ou 6 (corredor oeste) e equilibrar o resultado final do semestre.

A zona 5 foi a zona de mercado que registou o maior crescimento, com um volume de ocupação cinco vezes superior ao mesmo período de 2017. Passou de 2.309 m2 para uma ocupação 12.577 m2 – os 8.000 m2 ocupados pela Teleperformance contribuíram para este resultado, ressalva a Worx. No total foram regsitadas 108 operações no mercado da capital, entre janeiro e junho.

Pedro Salema Garção, head of Agency da Worx, deixa um alerta, ainda assim, para os desafios que persistem. “Continua a haver falta de oferta nova e quando surge está maioritariamente assente em projetos de pré-arrendamento”, defende o responsável.