Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

10 designs inspiradores para montar um escritório em casa

A Covid-19 veio revolucionar o mundo do teletrabalho
Espaços pensados para o conforto dentro de casa / Contel
Autor: Redação

A Contel, uma empresa dedicada à criação e equipamento de escritórios corporativos de empresas como a Glovo ou a Naturgy, lançou a Contel Home Office, uma nova linha de negócio de mobiliário focada no teletrabalho, perfeita para todas as empresas que desejem investir no bem-estar e saúde dos seus trabalhadores. Os preços destes espaços variam entre 500 e 1.830 euros. 

A empresa familiar conta também com mais de 40 anos de experiência no setor e tem na sua carteira de clientes outras instituições como a Câmara Municipal de Barcelona ou o Attico, entre outras. No entanto, devido à Covid-19 e à nova dinâmica laboral centrada no teletrabalho, a Contel aposta numa reinvenção interna para oferecer uma nova gama de produtos dedicados ao teletrabalho: mobiliário topo de gama que pode instalado nas casas dos colaboradores.

“Até agora, os funcionários em teletrabalho utilizavam os móveis que já tinham nas suas casas ou tiveram que investir em materiais adequados para o teletrabalho”, explica Patricia Pallarés, diretora de comunicação da Contel. Diante dessa situação, a empresa nasceu com o desejo de redirecionar a situação e estimular as empresas a investirem na saúde dos seus funcionários e aplicação de novas políticas de trabalho.

Segundo Pallarés, “o teletrabalho não é possível sem ter três fatores básicos: a iluminação, a área de trabalho e a cadeira”. Por isso, a Contel Home Office oferece 10 packs com preços diferenciados e com carater próprio, garantindo a conciliação familiar, o espaço disponível e o bem-estar de cada trabalhador.