Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: prestação volta a baixar em todos os prazos

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Os portugueses cujas taxas de juro dos empréstimo da casa são revistas em dezembro vão beneficiar de cortes entre 1,6% e 3,3% nas prestações, que baixam assim para novos mínimos históricos. Os mais favorecidos serão quem tiver créditos associados à Euribor a seis meses.

Nos empréstimos que têm como referência esse indexante, noticia o Diário Económico, o valor da prestação desce 3,3%, o que equivale ao maior corte dos últimos dois anos.

Para estas famílias, o encargo mensal cai 11,22 euros para 330,07 euros. Isto tendo como base o cenário de um crédito de 100 mil euros com um prazo de 30 anos e um "spread"; de 1%. Também nos contratos associados à Euribor a três meses, alvo de revisão em dezembro, a fatura com a prestação da casa fica mais barata.

Assumindo o mesmo cenário, a prestação reduz-se em 5,16 euros para 325,37 euros, correspondente a uma descida de 1,6%. Já os empréstimos indexados à Euribor a 12 meses sentem um corte de 2,4%, com a prestação mensal a reduzir-se em oito euros, para 337,26 euros.

Para os empréstimos associados a este indexante - que representam uma parcela mínima do bolo total do crédito à habitação existente em Portugal - trata-se também da maior queda dos últimos dois anos.

Os mínimos recorde dos juros do crédito à habitação acompanham a evolução da taxa de juro de referência da zona euro que se encontra no valor mais baixo de sempre: 0,05%.