Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Projeto de Renzo Piano avança no Braço de Prata, Lisboa, com 10 anos de atraso

SkyscrpaerCity
SkyscrpaerCity
Autor: Redação

Com uma localização privilegiada, junto ao Rio Tejo, e desenhado por um dos nomes mais sonantes da arquitetura mundial, Renzo Piano, o projeto imobiliário do Braço de Prata está finalmente a avançar. Lançado com pompa e circunstância em 2005, pela extinta promotora imobiliária Obriverca, o empreendimento está em vias de ter concluída a construção da primeira fase, mais de 10 anos depois.

O projeto, que ocupa uma área de nove hectares (equivalente a nove estádios de futebol) e esteve paralizado por falta de licenças camarárias e dificuldades financeiras dos promotores, implica a conversão da antiga fábrica de material de guerra do INDEP, no Braço de Prata, em habitação de luxo.

T1 a partir de mais de meio milhão

Além das quase 500 novas casas que estão previstas edificar no total, a área bruta de construção de 244.032 m² contempla ainda o desenvolvimento de espaços comerciais e de serviços, além de um grande parque urbano ribeirinho com áreas verdes e ligação direta à Marina do Parque das Nações.

O primeiro lote, cuja conclusão está agendada para o final de 2017, é composto por 28 apartamentos nas tipologias T1 a T6 duplex. Com preços entre os 550.000 euros e os 2,5 milhões de euros, cerca de metade das casas já estão comercializadas, atualmente pela Consultan, Living e Porta da Frente Christie’s, faltando ainda lançar no mercado as cinco lojas que completam a oferta desta fase.