Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Banco de Portugal avisa para riscos de uma bolha imobiliária

Jornal i
Jornal i
Autor: Redação

O Banco de Portugal está preocupado com o risco de que uma eventual bolha imobiliária venha a penalizar fortemente o sistema financeiro nacional. "A atual conjuntura de maior crescimento económico, subida de preços no imobiliário e maior concorrência poderá propiciar uma menor restritividade nos critérios de concessão de crédito [a famílias e empresas], que poderá, por sua vez, comprometer a sustentabilidade financeira de famílias, empresas e das próprias instituições de crédito", alerta o regulador.

No Relatório de Estabilidade Financeira do primeiro semestre deste ano, publicado esta terça-feira, a entidade liderada por Carlos Costa mostra-se assim em estado de alerta face aos perigos de uma eventual subida dos juros de referência aos empréstimo, fazendo ainda advertências aos bancos no que respeita aos novos facilitismos na concessão de crédito.

"Num cenário de aumento das taxas de juro, a qualidade das carteiras de crédito poderá ser negativamente afetada, em particular se a recuperação económica em Portugal não acompanhar a evolução na área do euro", frisando que, neste caso, "o rendimento dos particulares e a rendibilidade das empresas serão afetados desfavoravelmente, com consequências negativas na capacidade de servir a dívida."

Sobre o imobiliário em concreto, o supervisor alerta para que "caso os preços do imobiliário evoluam para níveis não suportados pelos fundamentos, a sua eventual correção levaria à perda de valor dos colaterais e dos imóveis na carteira dos bancos".