Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Proprietários e hoteleiros passam a integrar comissão do mercado de arrendamento

Autor: Redação

A Associação da Hotelaria, da Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e a recém-criada Associação Portuguesa de Proprietários (APP) passaram a integrar a Comissão de Acompanhamento do Mercado de Arrendamento Urbano (CAMAU), que tem como principal objetivo contribuir para a dinamização do mercado de arrendamento. 

A entidade, que nasceu da ausência da discussão sobre o arrendamento urbano com as entidades que representam este mercado, visa, entre outros pontos, combater a elevada fiscalidade aplicada sobre os proprietários ou a criação de um seguro de renda popular, refere em comunicado a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP)

Para Luís Lima, presidente da APEMIP e coordenador da CAMAU, “todas as associações que integram esta estrutura têm um objetivo primordial: a dinamização do mercado de arrendamento”. “Sobretudo num período como o que vivemos em que a ausência desta dinâmica prejudica o acesso à habitação pelos jovens e famílias portugueses”, acrescentou.

Segundo o responsável, é necessário haver “finalmente uma atitude governamental que ponha um ponto final em décadas e décadas de um mercado [de arrendamento] absolutamente estagnado”.

O que é a CAMAU?

A CAMAU foi formalizada em 8 de junho de 2015, sendo formada pela Associação Nacional de Proprietários (ANP), Associação Lisbonense de Proprietários (ALP), Associação dos Inquilinos Lisbonenses (AIL), Associação dos Inquilinos e Condóminos do Norte de Portugal (AICNP), Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), APEMIP e agora AHRESP e APP.