Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

APEMIP

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) é uma entidade sem fins lucrativos constituída em 2004 que defende e representa os interesses das empresas associadas.

“Nada fazia prever que o setor imobiliário registasse este comportamento em 2020”, diz Luís Lima

No segundo trimestre de 2020, venderam-se em Portugal 33.398 alojamentos familiares, menos 23,3% que no trimestre anterior e menos 21,6% que no período homólogo. Um decréscimo que já era esperado e que se deve à pandemia da Covid-19, refere Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), adiantando que “nada fazia prever que o setor imobiliário registasse este comportamento no decorrer de 2020”.

Notícia sobre:

Covid-19: “Acredito que o setor imobiliário será um dos primeiros a recuperar”

Os preços das casas à venda subiram 10,3% em Portugal no primeiro trimestre de 2020 face ao mesmo período do ano passado, tendo sido vendidos 43.532 imóveis, menos 11,6% que no trimestre anterior e menos 0,7% face ao período homólogo. Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), mantém-se, no entanto, otimista quanto à recuperação do setor, que não está imune, como todos os outros, “às consequências” da crise da pandemia da Covid-19.

Notícia sobre:

Rendas acessíveis em Lisboa - o novo mercado dos mediadores imobiliários

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) celebraram um protocolo – a parceria foi anunciada recentemente numa conferência online entre as duas entidades – que visa impulsionar o Programa Renda Segura (PRS), que começou a funcionar este em Lisboa – a autarquia arrenda imóveis para depois os subarrendar.

Notícia sobre:

Mediação imobiliária em vias de ter linha de apoio do Governo para enfrentar a crise

Quinze dias depois de ter sido decretado o estado de emergência em Portugal – que vai ser prolongado - o presidente da APEMIP, Luís Lima, fez um balanço da atividade de mediação imobiliária no país. Em entrevista, no âmbito das UCI Talks, e perante uma vasta plateia virtual, o líder das mediadoras fez um diagnóstico da situação atual, avançando uma boa nova para o setor, e que poderá funcionar como balão de oxigénio para a atividade. Ao que tudo indica, o Governo está a preparar uma linha específica de apoio às mediadoras, que irá estender-se a outros setores.

Notícia sobre:

Mediadores imobiliários falam em quebra de procura associada ao Covid-19

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) está bastante pessimista relativamente ao impacto do novo coronavírus no setor imobiliário, nomeadamente no que diz respeito ao negócio da compra e venda de casas. Um inquérito realizado pela própria associação às mediadoras conclui que há quebras na procura e nos negócios.  

Notícia sobre:

Mediadores apelam à criação de uma Ordem profissional: um assunto que ficou “na gaveta”

Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), quer “retomar um caminho que já foi iniciado há anos” e que foi entretanto interrompido pela crise e pela “estadia” da Troika em Portugal: a criação de uma Ordem profissional.  

Notícia sobre:

“Não há crédito à habitação a mais, há casas a menos”

A torneira do crédito à habitação voltou a estar aberta, com os bancos a emprestarem 956 milhões de euros para a compra de casa em novembro de 2019, mais 35 milhões que no mês anterior. Para Luís Lima, presidente da APEMIP, “não há crédito à habitação a mais”. Há, sim, “casas a menos”. “E as poucas que há não podem ficar completamente inacessíveis a quem delas precisa”. 

Notícia sobre:

Mudanças nos vistos gold e regime dos Residentes Não Habituais fazem soar alarmes no setor

O PS apresentou duas propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) que podem ter impacto no setor imobiliário: a eliminação do regime dos vistos gold em áreas urbanas de Lisboa e Porto e a introdução de uma taxa de tributação dos Residentes Não Habituais (RNH). Mudanças que não são bem vistas por mediadores e promotores imobiliários e pelo setor da construção. 

Notícia sobre:

Antigo líder da mediação imobiliária morre aos 69 anos

José Eduardo Macedo entrou para a mediação imobiliária nos anos 80. Fundou e geriu a Chave D’Ouro, que chegou a ser uma das maiores mediadoras do país, antes de falir em 2016. Foi um dos responsáveis da criação da APEMIP e participou ativamente na legislação de 2004, com o acordo coletivo de trabalho, ainda hoje em vigor para a mediação imobiliária.

Notícia sobre: