Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa: Arroios e Madragoa com bolsa de arrendamento a preços acessíveis

Autor: Redação

A autarquia de Lisboa vai abrir uma bolsa de arrendamento a preços acessíveis nas freguesias de Arroios e Madragoa, para dar resposta à pressão imobiliária que afeta os moradores. A medida resulta de um diagnóstico feito através da linha SOS Despejos.

A linha SOS Despejos tinha como objetivo não só dar informação aos munícipes, como "obter conhecimento das diversas ocorrências na cidade, percebendo qual a sua distribuição no território, de forma a estruturar novas medidas e apoiar opções políticas no âmbito do Programa Local de Habitação”, revela informação do gabinete da vereadora da Habitação, Paula Marques, citada pela Lusa.

De acordo com um balanço dos primeiros seis meses de atividade da linha SOS Despejos, a maioria dos contactos foram feitos por residentes em Arroios, com 23 casos, e nas freguesias do centro histórico, como Santa Maria Maior, com 15 casos, Campo de Ourique e Penha de França, com 13 casos cada, num total de 187 contactos.

Esta segunda bolsa juntar-se-á, assim, ao concurso para a atribuição de 110 casas a preços acessíveis a residentes nas freguesias de Santa Maria Maior, Santo António, São Vicente e Misericórdia, na zona histórica da cidade. Recorde-se que este concurso, no âmbito do Programa “Habitar o Centro histórico”, foi aberto em maio deste ano, e dirigido especificamente aos moradores em risco comprovado de perda de habitação como o idealista/news noticiou.

“Será um pouco mais de 100 fogos, num investimento total de dois milhões de euros. Neste momento estão cerca de 70 em obra, um já concluído, os outros a concluir. Até ao final do ano todas as obras estarão concluídas”, disse Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, no final de abril, após visitar algumas dessas casas em requalificação.