Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

O fenómeno das casas construídas em contentores marítimos (desde 35.000 euros)

Trata-se de uma alternativa ecológica e mais barata aos materiais de construção tradicionais.

Uma solução à medida
Exterior da 'casa' / Alternative Living Spaces
Autor: Redação

Os contentores marítimos estão a fazer furor nos diferentes usos. Cada vez mais são transformados em casas, escritórios, e até alojamento de férias. E de facto tornaram-se numa alternativa ecológica aos materiais de construção tradicionais. Já existem empresas que, por exemplo, vendem casas com belos detalhes de “luxo” no interior e que podem ficar prontas em 10 semanas

A empresa americana Alternative Living Spaces consegue fabricar modelos a partir de 38.000 dólares, cerca de 35.000 euros. Geralmente, os contentores têm dois tamanhos: 15 m2 e 30 m2. São casas realmente pequenas, mas parecem ser realmente confortáveis e espaçosas e, acima de tudo... podem ser conseguidas a um bom preço.

Trata-se, na verdade, de uma casa que pode ser feita à medida, sendo possível escolher a cor da tinta e os acabamentos. As comodidades incluem ar condicionado, aquecimento, paredes de madeira compensada, grandes portas de entrada e móveis de madeira. 

São opções e alternativas que continuam a ser pensadas e fabricadas mesmo em tempos de pandemia, e quiçá sejam uma solução para o futuro, por exemplo, para quem desejar ter uma casa de hóspedes no quintal ou num terreno há muito abandonado e sem uso, ou até escolher viver de uma maneira diferente. Em Barcelona, por exemplo, esta solução foi utilizada para criar casas de habitação social para as populações mais vulneráveis.