Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Papel dos condomínios na valorização e manutenção do património esquecido pelo governos

Garantia dada por Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio, empresa criada há 18 anos.

Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio / Vida Económica
Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio / Vida Económica
Autor: Redação

O setor dos condomínios, apesar da sua grande importância na valorização e manutenção do património imobiliário, tem sido esquecido pelos sucessivos governos, considera Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio (LDC), empresa criada há 18 anos.

O responsável alerta sobretudo para dois aspetos que preocupam o setor dos condomínios. A “regulamentação da atividade, que se discute há mais de uma década, e que teima em não ver a luz do dia, (e) uma legislação da propriedade horizontal que remonta aos anos 60 e que precisa de revisão urgente, pois facilmente se percebe que a tipologia de edifícios em que vivemos hoje tem outro tipo de exigências”, disse, em entrevista ao Imobiliário da Vida Económica.

Além disso, há a questão fiscal, que faz com que as contribuições para o condomínio continuem a não estar refletidas no IRS das famílias, criando uma injustiça fiscal inaceitável em comparação com uma família que vive numa moradia ou num edifício em condomínio fechado.

Paulo Antunes destaca, ainda, que a LDC está a preparar para no próximo ano o lançamento de algumas novidades, como por exemplo uma nova marca, focada na gestão online de condomínios. A LDC tem hoje uma posição destacada na liderança do mercado, com 73 lojas em regime de franchising.