Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vai nascer um novo “oásis verde” no Porto com 36 casas, muitos jardins, piscina e até rooftops

O novo projeto residencial vai custar 28 milhões de euros. Prevê o aproveitamento da energia solar, carregamento de veículos elétricos e parqueamento para bicicletas.

Bondstone
Bondstone
Autor: Redação

Chama-se Greenstone e vai nascer no coração da Foz do Porto, em Nevogilde. Este novo empreendimento residencial será composto por 36 casas, de tipologias T2 a T4, e vai custar cerca de 28 milhões de euros. O projeto, desenvolvido pela Louvre Properties, do grupo Bondstone, e pela holding Violas Ferreira – que inaugurou recentemente o Porto Office Park – vai contar com muitos espaços verdes, piscina e até rooftops privativos.

O Greenstone contará com 27 townhouses e garden villas de tipologias T2 a T4 (com áreas entre os 140 m2 e os 225 m2 e jardins privativos) e 9 sky villas (com áreas entre os 210 m2 e os 355 m2 e rooftops privativos). Para dar resposta aos tempos de pandemia, todas as casas beneficiam de amplas áreas exteriores, vistas desafogadas, muitos espaços verdes e, em alguns casos, piscinas privadas, além de um amplo jardim comum que inclui uma piscina e “pool house” para todos os residentes, segundo se lê no comunicado.

Aposta na sustentabilidade e eficiência

O novo projeto residencial prevê coberturas ajardinadas, aproveitamento da energia solar, carregamento de veículos elétricos e parqueamento para bicicletas, entre outras características que o destacam no mercado da Invicta.

Para Tiago Violas Ferreira, CEO da holding Violas Ferreira, este novo projeto “nasce na zona mais tranquila da Foz, onde se pode viver com o privilégio de andar a pé numa envolvente verde, usufruindo do mar e do Parque da Cidade”, realçando “a máxima exclusividade e privacidade de Nevogilde e do próprio projeto, onde todas as casas têm acessos independentes”.

Já Paulo Loureiro, CEO do grupo Bondstone, mostra-se confiante de que os apartamentos “se venderão muito rapidamente” tendo em conta “a localização excecional e o carcter único do projeto, que responde exatamente às necessidades das famílias do Porto”.