Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa Romana: descobrir os mistérios da cidade através de uma visita virtual a outros tempos

A plataforma online reúne informação sobre mais de 400 sítios e vestígios arqueológicos distribuídos por Lisboa e os 18 municípios parceiros da AML.

https://lisboaromana.pt/
https://lisboaromana.pt/
Autor: Redação

Sabias que por baixo de Lisboa existem milhares de vestígios de uma civilização milenar? Já há uma nova plataforma online - a Lisboa Romana - onde é possível explorar isto e muito mais, sem sair de casa. O site reúne informação sobre mais de 400 sítios e vestígios arqueológicos distribuídos por Lisboa e os 18 municípios parceiros da Área Metropolitana. Permite ao utilizador explorar estas realidades no mapa do território (com apoio de texto, imagens, reconstituições e visitas virtuais), in loco ou nos museus onde se encontram expostas, numa perspetiva de promoção turística do património cultural.

Trata-se de uma plataforma de aprendizagem que funciona simultaneamente com um guia turístico, mas também como um repositório de conhecimento científico. “Constitui-se, deste modo, como plataforma de apoio aos visitantes que querem conhecer o património arqueológico da região, complementada por uma APP que permitirá o acesso direto à informação dos diferentes sítios arqueológicos”, lê-se ainda no site do projeto.

Como explorar? O utilizador pode explorar diretamente os locais assinalados no mapa clicando nos estandartes, usando a legenda dos sítios como filtro de pesquisa ou a barra cronológica, oculta em baixo, selecionando o período histórico pretendido.

E é possível traçar percursos? A partir da sua localização (ou definindo o seu ponto de partida), o utilizador pode ainda criar o seu próprio circuito de visita a sítios arqueológicos musealizados ou visitáveis ou a museus. O menu percursos também propõe circuitos temáticos (concelhios e interconcelhios) e circuitos locais (dentro de cada concelho).

O site e projeto “Lisboa Romana|Felicitas Iulia Olisipo” pretende, sobretudo, agregar e divulgar de forma integrada e acessível ao público, o conhecimento científico resultante das múltiplas campanhas de escavações arqueológicas realizadas na cidade de Lisboa e nos demais concelhos da Área Metropolitana, assim como a investigação desenvolvida nas Universidades e Centros de Investigação.