Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Uma caixa de madeira como quarto: uma solução de habitação pensada para Shanghai

Uma proposta da multinacional japonesa Muji
Promete ser inovadora / Foto: Designboom
Autor: Lucía Martín (colaborador do idealista news)

Se já tiveste a oportunidade de visitar a China ou o Japão, descobriste que nas suas grandes cidades costuma ser habitual haver pessoas a viver em “espaços” reduzidos. Aliás, é muito comum que os trabalhadores residam fora dos grandes centros urbanos, demorando imenso tempo no trajeto casa-trabalho-casa.

Não é por isso de estranhar a proposta apresentada pela multinacional japonesa Muji: a empresa tem um projeto que visa “dar casa” aos seus trabalhadores de Shanghai. Trata-se de miniapartamentos que têm espaços comuns, como cozinha ou terraço.

A cozinha no piso "térreo" / Foto: Designboom
A cozinha no piso "térreo" / Foto: Designboom
Há muito espaço nas zonas comuns / Foto: Designboom
Há muito espaço nas zonas comuns / Foto: Designboom

Este protótipo, projetado pelo arquiteto Go Hasegawa, foi apresentado na exposição anual House Vision. Falamos, na prática, de quatro miniapartamentos que são, na realidade, quatro miniquartos. 

Para aceder aos quartos, localizados numa espécie de segundo andar da estrutura, é preciso subir umas escadas. Como podes ver nas imagens, está em causa um retângulo de madeira onde existe apenas uma cama dobrável, um candeeiro e alguma arrumação, o comum nos lares asiáticos.

O quarto retangular visto do exterior / Foto: Designboom
O quarto retangular visto do exterior / Foto: Designboom

“Lá em baixo”, no nível inferior, encontram-se as zonas comuns, onde há uma grande cozinha e uma área de descanso/lazer, por exemplo. A decoração e mobiliário estão, como não podia deixar de ser, a cargo da Muji.

Esta proposta de habitação, que atualmente é apenas uma proposta, tem todas as hipóteses de “sair do papel” num futuro não muito longínquo. O preço das casas disparou em muitas cidades, não apenas na Ásia, e há cada vez menos terreno para construção nova nos países orientais, sendo que Shanghai é uma das cidades mais cara do mundo para viver. Esta pode ser, também por estes motivos, uma solução a ter em conta.

O quarto ao pormenor visto "por dentro" / Foto: Designboom
O quarto ao pormenor visto "por dentro" / Foto: Designboom