Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Viver “pendurado”: minicasas para sobreviver às alterações climáticas

Autor: Redação

Os climas extremos representam um grande desafio para os arquitetos, já que, além dos problemas habituais na construção das casas, devem lidar com lugares com grandes inclinações e difíceis acessos, expostos a ventos, neve e muito frio. Por isso, e com as alterações climáticas como pano de fundo, a Universidade de Harvard lançou, em 2014, um desafio: como responderão os edifícios aos ambientes hostis que enfrentarão presumivelmente as próximas gerações.

O resultado foi um conjunto de minicasas projetadas quer por estudantes quer por conceituados estúdios de arquitetura de todo o mundo. Alguns já “saíram do papel”, como o construído pela empresa eslovena Ofis Arhitekti nos Alpes.

Estes são os projetos mais destacados: