Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Kinda Home abre portas no Porto: “Temos uma identidade e valores próprios”

Kinda Home
Kinda Home
Autor: Elisabete Soares (colaborador do idealista news)

A Kinda Home, marca de mobiliário e decoração detida pela Nuvi, um grupo empresarial familiar português com mais de 50 anos de história, abriu esta terça-feira (27 de novembro de 2018), no Porto, a primeira loja em Portugal. É a primeira de um total de quatro previstas, numa primeira fase, para o mercado nacional.

Concretiza-se, assim, um projeto que esteve previsto para arrancar em 2012, antes mesmo de o grupo ter iniciado em Angola o lançamento deste conceito. 

Por isso, João Vicente, CEO da empresa, quando confrontado com as semelhanças deste conceito com a cadeia Ikea, contrapõe: “Não de todo. Somos a Kinda, temos uma identidade e valores próprios. Era para começarmos em Portugal e não em Angola, mas somos uma marca global, um conceito que tem muita força”.

A loja Kinda no Porto, localizada na Estrada da Circunvalação, junto ao NorteShopping, que tem dois pisos subterrâneos de estacionamento gratuito com mais de 500 lugares, resultou da transformação do antigo armazém da Moviflor.

Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, presente na inauguração, elogiou os promotores pelo facto de terem demolido o edifício e terem optado por construir de novo. “Este é mais bonito. Tenho a certeza que os nossos amigos galegos não vão deixar de vir”, destacou.

A loja Kinda Home no Porto representa um investimento de cerca de 20 milhões de euros e vai criar 150 novos postos de trabalho diretos.

Kinda Home
Kinda Home

Quatro lojas Kinda em Angola

“O lançamento do Kinda Home em Portugal estava planeado desde a génese deste projeto, em 2012. Contudo, a crise que assolava o mercado nacional acabou por ditar a entrada da marca apenas no mercado angolano, em 2013, onde, atualmente temos quatro lojas”, referiu João Vicente. “Quando o mercado nacional começou a dar sintomas de retoma, retomámos rapidamente o plano de abertura para Portugal", acrescentou.

Contudo, a cadeia Kinda – cujo significado do nome deriva do cesto que as mulheres angolanas carregam à cabeça – tem também um plano de expansão para o mercado angolano. “Olhamos com muito otimismo e acreditamos no futuro de Angola”, adiantou João Vicente.

Investidores podem ter a sua oportunidade

A marca tem prevista a abertura de mais quatro lojas em território nacional, sendo a próxima já em 2019, em Lisboa, na zona de Alfragide, representando um investimento de 25 milhões de euros. “A próxima já está em construção, há duas semanas, na zona comercial de Alfragide, e tem abertura prevista para o final do próximo ano", revelou o CEO.

"A próxima loja Kinda Home já está em construção, na zona comercial de Alfragide, em Lisboa, e tem abertura prevista para o final do próximo ano"
João Vicente, CEO da Kinda Home

João Vicente destacou o facto de, neste momento, estar em análise a possibilidade de abrir em outras regiões e cidades do interior do país. “Estamos abertos a propostas que possam surgir e que podem passar pelo arrendamento de espaços”, salientou, frisando que a empresa não tem “um modelo único” e que está aberta a propostas que possam chegar.

O novo espaço em Alfragide terá 10.000 metros quadrados (m2) de área de venda total, mais que a loja do Porto, que tem 7.500 m2. 

Parte dos produtos têxteis e mobiliário são portugueses

A nova marca nacional de mobiliário e decoração tem produtos à venda que se “adequam a todos os gostos e que são acessíveis a todas as carteiras”, sendo que, por isso, tem fornecedores (cerca de 300 no total) de várias origens e proveniências.

Neste momento, destacou João Vicente, a parte dos produtos têxteis e de mobiliário são de origem portuguesa, sendo que também estão a ser exportados para lojas em Angola. Contudo, há produtos provenientes de outros países, com destaque para o Senegal e Angola.

Aposta em soluções personalizadas

“Os portugueses começam a ficar saturados das soluções ‘one size fits all’. Querem ver personalidade nas suas casas, torná-las mais suas. Este era, portanto, o melhor momento para apresentarmos o Kinda Home", afirmou o responsável, acrescentando que a grande ambição da empresa é ter “um produto Kinda Home em casa de cada português, no continente e nas ilhas".

Assim, destacou, os produtos e os ambientes de loja Kinda Home foram desenhados e pensados por um conjunto de designers portugueses, com mais de 30 anos de experiência, que viajaram pelo mundo em busca de novas tendências, inspirados pelos mercados de rua, pelas cores e texturas, para depois selecionarem, um a um, os produtos que integram as coleções. 

A Kinda Home lança também um conjunto de serviços como o “Personal Shopper”, que consiste no acompanhamento, por parte de um colaborador, para aconselhar durante todo o processo de compra em loja, ou os Projetos de Decoração, onde um decorador Kinda Home desenvolve um projeto 3D da área a intervencionar e respetivo “moodboard” com listagem de produtos. 

A pensar nas famílias, e em todos aqueles que visitam a loja, foi criado o Kinda Food & Market, uma zona de restauração e um mercado alimentar inspirados nos mercados tradicionais de todo o mundo.

Notícia atualizada no dia 30 de novembro de 2018