Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ikea vai hastear a bandeira da diversidade em todas as lojas do país

A cadeia sueca lançou a campanha “O Progresso faz-se” em todas as suas plataformas, com o objetivo de tornar a marca numa forte aliada da comunidade LGBTI+.

Photo by Jasmin Sessler on Unsplash
Photo by Jasmin Sessler on Unsplash
Autor: Redação

Antecipando o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia (IDAHOT), que se celebra a 17 de maio, a Ikea decidiu lançar a campanha “O Progresso faz-se” em todas as suas plataformas, com o objetivo de tornar a marca numa forte aliada da comunidade LGBTI+. Como parte deste movimento, todas as lojas em Portugal vão hastear a bandeira da diversidade durante uma semana.

A campanha “O Progresso faz-se” reconhece que o progresso é difícil e requer trabalho, coragem e determinação. E é isso que a Ikea procura com esta iniciativa: “enaltecer o caminho que foi feito até agora, mas também reconhecer que ainda há muito por fazer até que a comunidade LGBTI+ não seja discriminada ou hostilizada”, diz em comunicado.

A par da colocação das bandeiras em todas as lojas e da ativação da campanha nas redes sociais, a Ikea Portugal lança também, pela primeira vez, um concurso destinado a IPSS e ONG’s que pretendam desenvolver um projeto que promova e defenda a igualdade e inclusão de pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo. A instituição selecionada irá receber um donativo equivalente ao valor total das vendas dos sacos STORSTOMMA.

Sacos STORSTOMMA / Ikea
Sacos STORSTOMMA / Ikea

“É preocupante saber que ainda é comum as pessoas serem discriminadas na rua, em casa e no trabalho com base na sua orientação sexual e identidade de género. Na Ikea isso não é aceitável e o que queremos com esta campanha é espalhar uma mensagem de tolerância, de partilha, de entreajuda e, essencialmente, de igualdade. Também sabemos que não é uma mudança imediata, mas há um caminho, um progresso, que é urgente fazer para que as pessoas da comunidade LGBTI+ sejam tratadas de forma justa e igualitária”, refere Cláudia Domingues, diretora de comunicação da IKEA Portugal, citada no mesmo documento. 

Etiquetas
IkeaSociedade