Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Promotora britânica Galliard vende a sua primeira casa graças a visitas virtuais

Nova ferramenta tecnológica montada depois do confinamento por causa do Covid-19 já está a dar resultados à companhia.

Empreendimento The Stage, em Londres. / Galliard Homes
Empreendimento The Stage, em Londres. / Galliard Homes
Autor: Redação

As novas alternativas de venda de casas começam a dar resultado. A promotora britânica Galliard fechou a primeira operação durante o confinamento num empreendimento de apartamentos em Londres, através da sua nova plataforma de visitas virtuais. O Governo britânico recomendou evitar o movimento entre interessados como medida para lugar contra o coronavírus e o uso, em alternativa, de soluções tecnológicas à distância.

A promotora incorporou no seu departamento de vendas, Galliard Homes, um programa de visitas virtuais, em 360 graus, depois do confinamento decretado pelo Governo britânico, como medida de lutar contra a pandemia do coronavírus. Esta semana conseguiu já a sua primeira reserva numa promoção de 420 apartamentos em Shoreditch, no centro de Londres, com preços que arrancam nas 685 mil libras, cerca de 780 mil euros.

A plataforma de visitas virtuais permite aos agentes imobiliários levar os interessados em comprar um imóvel a visitá-lo, através de uma visita de 360º totalmente virtual. "Este sistema representa uma das maiores mudanças nos nossos procedimentos de vendas e marketing na história da companhia. E foi relativamente fácil de implementar", contam desde a empresa.

A Galliard tem uma carteira com cerca de 1.000 propriedades, avaliada em 3,6 biliões de libras, algo mais de 4.000 milhões de euros à taxa de câmbio atual.