Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Venda de casas

Últimas notícias sobre "Venda de casas" publicadas em idealista.pt/news

Empreendimento Terraços de São Francisco, em Alcochete

Venda de casas de luxo em planta: apartamentos do “Terraços de São Francisco” com lista de espera

A venda de casas de luxo em planta mantém-se intensa mesmo em tempos de pandemia da Covid-19, até porque a procura continua alta. É o caso, por exemplo, do empreendimento “Terraços de São Francisco”, localizado em Alcochete, a 15 minutos de Lisboa. Devido à lista de clientes em espera e depois do sucesso de vendas da 1ª fase, a promotora imobiliária JPS Group decidiu avançar em simultâneo com a 2ª e 3ª fases de comercialização dos apartamentos. São, ao todo, 160 frações, sendo que algumas já foram compradas. 

Notícia sobre:

Mediação imobiliária finta a pandemia: ERA com vendas de 332 milhões até março

O setor imobiliário tem dado sinais de estar resiliente à pandemia da Covid-19. Os dados mais recentes divulgados pela ERA mostram isso mesmo: a mediadora vendeu mais de 2.500 imóveis no primeiro trimestre de 2021, o que representa um valor de cerca de 332 milhões de euros. “O mês de março representa 45% da faturação total dos primeiros três meses do ano, sendo já o melhor mês de faturação desde dezembro de 2019”, refere a imobiliária, em comunicado.

Notícia sobre:

Quase um terço dos 49 apartamentos do Real Forte III têm dono – vendidos em pleno confinamento

Situado no núcleo histórico de Sacavém, muito próximo do Parque das Nações, em Lisboa, o empreendimento Real Forte III está a ser um sucesso de vendas, sendo que 30% dos 49 apartamentos foram reservados este ano e em apenas dois meses, ou seja, em pleno confinamento. Em causa está um projeto promovido pela Norfin, estando a comercialização a cargo da Remax Maxgroup Time. 

Notícia sobre:

Preço da habitação na Holanda continua a subir devido à escassez de oferta

A falta de oferta de casas no mercado residencial holandês está a causar um aumento inesperado no preço das casas, de acordo com a análise de vários bancos do país. 2020 fechou com um aumento médio anual de 7,8%, mas a verdade é que só em janeiro de 2021 o crescimento atingiu 9,3%. O banco Rabobank, por exemplo, prevê aumentos médios de 8% para este ano.

Notícia sobre:

Quase 50 mil casas vendidas no final de 2020 - um record trimestral histórico em plena pandemia

Nunca se venderam tantas casas em Portugal num trimestre como no último de 2020, ou seja, em plena pandemia da Covid-19. Foram, ao todo, 49.734 alojamentos (42.372 existentes e 7.362 novos), mais que no trimestre anterior (45.136) e no homólogo (49.232), segundo dados divulgados esta terça-feira (23 de março de 2021) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Em termos anuais, no entanto, verifica-se uma quebra, tendo sido transacionadas, em 2020, 171.800 habitações, menos 5,3% que no ano anterior, sendo este o primeiro recuo no número de vendas desde 2012. 

Notícia sobre:

Keller Williams “finta” a pandemia: volume de vendas aumentou 19% em 2020

A Keller Williams (KW), empresa global de formação e tecnologia especializada no ramo de mediação imobiliária, cresceu em Portugal em 2020, ano marcado pela chegada da pandemia da Covid-19, tendo registado um aumento do volume de vendas de 19%. O mesmo aconteceu com as angariações, que dispararam cerca de 30% face a 2019. 

Notícia sobre:

Imobiliário em tempos de pandemia aos olhos das mediadoras – venda de moradias dispara

Quais são as casas mais procuradas em Portugal em tempos de pandemia da Covid-19? Segundo um inquérito realizado pela Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal (ASMIP) em janeiro de 2021 – junto de 850 empresas suas associadas ativas –, as moradias estão a ganhar adeptos no país. A maioria dos imóveis residenciais vendidos em 2020 foram apartamentos de tipologia T2 (48%), seguindo-se precisamente as moradias (42%). Apartamentos T3 e terrenos ocupam, por esta ordem, o terceiro e quarto lugares.

Notícia sobre:

Preço das casas a abrandar com a pandemia?

Comprar casa continua a ser (muito) caro mas preços estão a desacelerar. Será mesmo assim? Lançamos esta questão no fecho do ano passado, antes de se saber que a pandemia da Covid-19 ia trazer mudanças ao setor – e qual seria o real impacto da mesma, nomeadamente no que diz respeito ao preço das casas. Agora, um ano depois, parece haver uma resposta. Ou não! A subida dos preços das casas está a abrandar com a pandemia, havendo indicadores que apontam nesse sentido. Um “aviso” dado por várias intituições, nacionais e internacionais, que alertam para o risco de correção em baixa dos preços dos imóveis residenciais.

Notícia sobre:

Venda de casas deve cair 15% em Lisboa e 25% no Porto devido à pandemia – e preços abrandam

A venda de casas deve cair 15% em Lisboa e 25% no Porto em 2020 à boleia da pandemia da Covid-19. Esta é uma das conclusões do estudo “Mercado Residencial em Portugal: Desempenho e Perspetivas”, da consultora imobiliária CBRE, que analisa em detalhe os mercados residenciais das duas principais cidades portuguesas. Trata-se de um relatório que aborda, entre outros temas, o potencial de crescimento do mercado de investimento institucional em habitação para arrendamento e o futuro do mercado residencial no país.

Notícia sobre: