Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

O colapso do petróleo nos EUA em tempos de pandemia

Jornal de Negócios via Bloomberg
Jornal de Negócios via Bloomberg
Autor: Redação

O petróleo em Nova Iorque (EUA) negociou, na segunda-feira (20 de abril de 2020), abaixo de zero pela primeira vez na história, sinalizando o afastamento extremo entre a procura e a oferta numa altura em que os tanques de armazenamento estão perto da capacidade máxima e a pandemia do coronavírus está a aniquilar a procura.

Segundo o Jornal de Negócios, que se apoia em dados da Bloomberg, 20 de abril foi um “dia louco no mercado petrolífero”, como comprovam os três gráficos que constam neste artigo. Houve pressão para vender, movimentações bruscas e apostas fortes. 

“O caos no mercado agitou a atividade do maior exchange-traded fund (ETF) ligado ao crude, o United States Oil Fund. Depois dos investidores terem colocado 1,6 mil milhões de dólares neste fundo na semana passada – apostando que os mínimos da matéria-prima ainda não tinham sido atingidos – o volume negociado na segunda-feira atingiu mais de 3 mil milhões de dólares, o valor diário mais elevado desde que este fundo foi criado”, escreve a publicação.