Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito malparado

Últimas notícias sobre "Crédito malparado" publicadas em idealista.pt/news

Bancos em plena limpeza de balanços: reduzem 36% de malparado em dois anos

Os bancos portugueses reduziram o valor de crédito malparado em 18 mil milhões de euros nos últimos dois anos, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP). Os números mostram uma nova quebra neste tipo de empréstimos, contudo, os níveis de crédito em incumprimento em Portugal continuam acima da média europeia.

Notícia sobre:

CGD contrata KPMG para vender 1.800 milhões de euros em crédito malparado

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) contratou a consultora KPMG para a auxiliar na venda de carteiras de crédito malparado cujo valor ascende a 1.800 milhões de euros. O banco público fará as operações este ano e no próximo, sendo que as mesmas fazem parte da estratégia da instituição financeira de aliviar o peso dos empréstimos em incumprimento, que ainda penalizam a sua rentabilidade.

Notícia sobre:

CGD vende 476 milhões de crédito imobiliário malparado ao fundo Bain Capital

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu 476 milhões de euros em crédito malparado ao fundo de private equity norte-americano Bain Capital Credit. O mesmo fundo adquiriu ainda outros 489 milhões de euros em empréstimos do banco espanhol Ibercaja.

Notícia sobre:

CaixaBank vende 20 hotéis de luxo ao Fundo Apollo por 700 milhões

O banco catalão CaixaBank, maior acionista do BPI com 45,5%, está a desfazer-se de ativos que estavam a pesar nas contas na sequência de incumprimentos. Nesse sentido, vendeu 20 hotéis de quatro e cinco estrelas, no valor de 700 milhões de euros, ao Fundo de investimento norte-americano Apollo, que é dono da Tranquilidade e um dos interessados na compra do Novo Banco.

Notícia sobre:

Plano para resolver malparado da banca já está em Bruxelas

O crédito malparado é um problema crítico para a banca e a economia nacional e a ComissãoEuropeia e o Banco Central Europeu (BCE) têm vindo a reclamar uma solução com urgência. Como resposta, o Governo de António Costa preparou um plano com três eixos que visa, exatamente, combater o elevado rácio de créditos não produtivos (NPL) no balanço dos bancos a operar em Portugal, que já está em Bruxelas.

Notícia sobre:

Bancos portugueses têm 4.000 milhões de euros de reservas parados

A banca portuguesa tem 4.000 milhões de euros de excesso de liquidez, ou seja, tem dinheiro parado que vai muito além das reservas mínimas exigidas pelo Banco Central Europeu (BCE). Equivale a 2% do PIB, um montante significativo que não chega à economia real. A Associação Portuguesa de Bancos (APB) considera que a procura de crédito é escassa e grande parte da que existe comporta um risco elevado.

Notícia sobre:

Um terço da dívida das construtoras está em incumprimento

Quase metade do investimento feito em Portugal vem da construção, que é precisamente o setor com o valor mais elevado de crédito malparado. Entre as empresas de construção, mais de um em cada três euros da dívida (um terço) está em incumprimento (35,6%).

Notícia sobre:

Mais de metade do crédito malparado da Europa está em Portugal, Itália, Irlanda e Espanha

Do total da carteira de crédito malparado da Europa, 57% encontra-se em Itália, Portugal, Espanha e Irlanda. Em causa está um estudo do banco JP Morgan, que concluiu que a cobertura por provisões para crédito malparado deve ser 60%, pelo que há deficit de provisões nos bancos europeus.

Notícia sobre:

Deco Alerta: Queres comprar uma casa, mas o crédito malparado assusta-te? Explicamos-te tudo

Sabias que o crédito malparado voltou a subir em fevereiro e que o crédito à habitação continua a ser a principal origem dos montantes de crédito vencido dos particulares, sendo que 2,61% do total concedido está em situação de incumprimento? Este é o tema de hoje da Deco Alerta. Destinada a todos os consumidores em Portugal, esta rubrica semanal é assegurada pela Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor para o idealista/news.

Notícia sobre:

"Banco mau": qual será o modelo adotado em Portugal?

À semelhança de outros países europeus, a criação de um "banco mau" está agora em cima da mesa em Portugal. O Governo está a estudar um modelo que ajude à resolução do problema das imparidades e do crédito malparado. Em Itália, o caso mais recente, Bruxelas apenas aceitou que fossem dadas garantias públicas que ajudam os bancos a livrarem-se dos ativos problemáticos. Já em Espanha e Irlanda foram criados veículos para limpar os balanços da banca.

Notícia sobre: