Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Estudo

Últimas notícias sobre "Estudo" publicadas em idealista.pt/news

UBS

A taxa de esforço para arrendar e comprar uma casa no centro das grandes cidades mundiais

Em 17 das 25 principais cidades do mundo, analisadas pelo banco suíço UBS (não há portuguesas contempladas no estudo), são necessários mais de 25 anos a arrendar uma casa para rentabilizar a sua compra - um apartamento com 60 metros quadrados (m2) localizado no centro dessas mesmas metrópoles. Em Hong Kong, a taxa de esforço para comprar uma casa com 60 m2 no centro da cidade é 20 anos, ou seja, é preciso trabalhar duas décadas para se conseguir comprar o imóvel em causa. Já Munique (Alemanha) lidera o ranking das cidades onde é necessário arrendar a casa mais tempo, 39 anos, para que seja rentável comprá-la.

Notícia sobre:

Flexibilidade laboral vira moda no pós-pandemia: 92% dos líderes nacionais perspetiva este cenário

A pandemia da Covid-19 “obrigou” muitos portugueses a trabalhar a partir de casa, um cenário que parece ter vindo para ficar, com a flexibilidade laboral a ganhar força nos últimos tempos. E tudo indica que se deverá manter no futuro. Os números são reveladores desta tendência: em 2019, apenas 15% das empresas em Portugal indicava ter um regime flexível, bem menos que os 86% registados este ano. E mais: 92% dos líderes nacionais preveem a permanência deste modelo na fase pós-pandemia. Estas são algumas das conclusões de um estudo realizado pela Microsoft com a Boston Consulting Group e a KRC Research, realizado em 15 países europeus, incluindo Portugal.

Notícia sobre:

Impostos sobre empresas: cobradas mais de 4.300 taxas – Portugal em 11º lugar na UE

Em nove anos, entre 2008 e 2017, Portugal subiu da 16ª para a 11ª posição entre os Estados-Membros da União Europeia (UE) em matéria de peso dos impostos no volume de negócios das empresas, representando atualmente (em 2017) 20%. Ao todo, Portugal cobra a empresas mais de 4.300 taxas. Estas são algumas das conclusões de um estudo realizado pelas consultoras EY e Sérvulo para a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), que é apresentado publicamente esta terça-feira (6 de outubro de 2020).

Notícia sobre:

Ter o próprio negócio, sim ou não? Quase 40% dos portugueses gostava...

A generalidade dos portugueses “vê com bons olhos” a possibilidade de ter um negócio próprio. Quando questionados sobre de gostavam de um dia ter o seu próprio negócio, 3 milhões e 352 mil portugueses responderam de forma positiva (“Concordo”), um valor que representa 39,1% dos residentes no Continente com 15 e mais anos. Em causa está um estudo da Marktest com dados relativos ao mês de julho de 2020, já em plena pandemida da Covid-19. 

Notícia sobre:

Há 16 anos (desde 2004) que não havia tantos portugueses com conta jovem

Entre janeiro e junho de 2020, havia em Portugal 1.171 mil possuidores de conta jovem, um valor que corresponde a 14,7% do universo composto pelos residentes em Portugal com 15 e mais anos que possuem conta bancária. É preciso recuar 16 anos, até 2004, para encontrar um número maior que o verificado no primeiro semestre deste ano.

Notícia sobre:

Quanto custava “beber um copo” em Portugal e na UE em 2019, antes da pandemia?

Em 2019, comprar uma bebida alcoólica (espirituosa, vinho e cerveja) em Portugal era mais caro que na média dos países da União Europeia (UE), numa lista liderada pela Finlândia. Já a Roménia encontra-se na cauda da talela. Em causa estão dados revelados recentemente pelo Eurostat.

Notícia sobre:

Que importância tem o setor da logística em Portugal? Há um estudo na calha...

A Associação Portuguesa de Operadores Logísticos (APOL), que tem como missão dinamizar a competitividade do país pela promoção da subcontratação logística, está a desenvolver um estudo de mercado com o objetivo de diagnosticar o setor dos operadores logísticos em Portugal.

Notícia sobre:

Portugueses cada vez mais fãs das aplicações grátis para telemóvel

O número de portugueses que descarregaram aplicações grátis para telemóvel triplicou em seis anos. Em causa estão dados que constam no estudo TGI, da Marktest, que concluem que, em julho deste ano, mais de 4,1 milhões de pessoas tinham descarregado aplicações grátis para telemóvel nos últimos 12 meses, o equivalente a 48,4% dos residentes no continente com pelo menos 15 anos.

Notícia sobre:

As melhores (e piores) cidades para teletrabalhar no pós-Covid-19: Lisboa está no top 10

Lisboa é uma das melhores cidades para teletrabalhar no pós-Covid-19, encontrando-se no 6º lugar num ranking onde constam várias metrópoles mundiais. A lista é liderada por Madrid (Espanha), sendo que Istambul (Turquia) e Budapeste (Hungria), por esta ordem, completam o pódio. Em sentido contrário encontra-se o Mónaco.

Notícia sobre:

Mais de quatro milhões de portugueses consomem sumos de fruta e/ou vegetais

Mais de quatro milhões de residentes no continente – 4 milhões e 12 mil, em concreto – consomem sumos de fruta e/ou vegetais, o que representa 46,8% dos residentes no continente com 15 e mais anos, segundo o estudo TGI da Marktest.

Notícia sobre: