Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Salário mínimo

Últimas notícias sobre "Salário mínimo" publicadas em idealista.pt/news

Salário mínimo em Genebra passa a 3.785 euros/mês - como é noutros pontos do mundo?

O novo salário mínimo da cidade suíça de Genebra, uma das metrópoles mais caras do mundo – a Suíça não tem um salário mínimo nacional – passou recentemente a 3.785 euros por mês, bem mais que o que está em vigor na Austrália (2.180 euros), país que regista o segundo maior salário mínimo do mundo. A nível europeu, o valor pago aos trabalhadores de Genebra será muito superior ao praticado em países como Luxemburgo (2.141 euros) e Alemanha (1.584 euros). E no resto da Europa, como será?

Notícia sobre:

Salário Mínimo Nacional vai continuar a subir até 2023 - confirma Governo

O Governo mantém o objetivo de aumentar o Salário Mínimo Nacional (SMN) de forma progressiva, dos 635 euros para 750 euros em 2023, no projeto de proposta de lei das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2021. Este ano, recorde-se, o SMN subiu de 600 para 635 euros.

Notícia sobre:

Salário mínimo em Portugal: contração da economia pode travar aumento

A discussão sobre o salário mínimo para 2021 já começou, mas o cenário de incerteza provocado pela pandemia deixa muitas dúvidas sobre o que poderá vir (ou não) a acontecer. Com a economia a contrair, um acordo entre Governo, parceiros sociais e partidos poderá ser mais difícil. O aumento do salário mínimo com economia a cair só aconteceu quatro vezes nos últimos 46 anos.

Notícia sobre:

Salário de 60 mil euros anuais? Isso decidiu Dan Price para todos os trabalhadores da sua empresa

A história remonta a 2015 e tem como protagonista Dan Price, CEO da empresa de processamento de pagamentos em cartões de crédito Gravity Payments, com sede em Seattle, nos EUA. O que fez Price? Reduziu o salário anual de 1,1 milhões de dólares (960.000 euros) para 70.000 dólares (61.000 euros), hipotecou a casa e abdicou das poupanças para aumentar o salário dos 120 trabalhadores: ficaram todos a ganhar o mesmo: os referidos 61.000 euros por ano.

Notícia sobre:

Salário mínimo nacional atualizado já está em vigor: subiu para 635 euros

Ano novo, vida nova. O salário mínimo nacional subiu de 600 para 635 euros no primeiro dia de 2020, traduzindo-se num aumento líquido de 31,13 euros por mês e sem surtir efeitos a nível do IRS – quem o recebe vai continuar isento deste imposto.

Notícia sobre:

Aumento do salário mínimo pode deixar até 100.000 pessoas no desemprego

As novas subidas do salário mínimo "sem medidas significativas de aumento da produtividade" podem provocar entre 50 mil e 100 mil novos desempregados. O aviso é do Fórum para a Competitividade, que alerta ainda para uma possível “degradação das contas externas”.

Notícia sobre:

Isenção de IRS deve subir em 2020 – contemplando quem ganhe novo salário minimo

Os contribuintes que recebam até 9.224,2 euros por ano (660 euros por mês, a dividir por 14) podem ficar isentos de IRS em 2020, devido à subida do mínimo de existência que decorrerá da atualização do Indexante de Apoios Sociais (IAS). Ou seja, quem ganhar o salário mínimo proposto pelo Governo para o próximo ano, 635 euros – a medida deve ser aprovada esta quinta-feira em Conselho de Ministros –, continuará a não pagar IRS.

Notícia sobre:

Salário mínimo: a proposta do Governo é 635 euros para 2020

O Governo propôs à concertação social um Salário Mínimo Nacional (SMN) de 635 euros a partir de 1 de janeiro de 2020, ou seja, mais 5,8% face aos atuais 600 euros. Um valor que estava em discussão há várias semanas. 

Notícia sobre:

Qual é o salário mínimo nos países da UE? Portugal está a meio da tabela

Dinamarca, Itália, Chipre, Áustria, Finlândia e Suécia são os seis países da UE que não têm, por lei, um salário mínimo estipulado. Portugal é um dos 22 Estados-membros que tem, encontrando-se a meio da tabela, com um rendimento mínimo mensal de 700 euros, segundo o Eurostat.

Notícia sobre:

Costa anuncia que salário mínimo vai voltar a aumentar em 2019

O secretário-geral do PS considerou que o seu Governo derrubou o mito de que a competitividade económica se faz com baixos salários e frisou que o Salário Mínimo Nacional (SMN) vai voltar a aumentar em 2019.

Notícia sobre: