Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Juros no crédito à habitação voltam a descer. E prestação mantém-se inalterada nos 237 euros

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação situou-se em 1,032% em novembro, ligeiramente inferior à verificada no mês anterior (1,038%). Já a prestação média vencida para a globalidade dos contratos foi 237 euros, mantendo-se inalterada pelo terceiro mês consecutivo.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro implícita manteve-se inalterada nos 1,960%. No que diz respeito ao valor médio da prestação cobrada nos contratos celebrados nos últimos três meses, foi 306 euros (298 euros em outubro).

Relativamente ao montante de capital médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação, diminuiu 41 euros em novembro, para 51.597 euros. “Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida foi de 85.351 euros (85.818 euros em outubro)”, refere o INE.