Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Juros devem manter-se negativos até 2024 - prestação da casa vai continuar a descer

Photo by Alex Vasey on Unsplash
Photo by Alex Vasey on Unsplash
Autor: Redação

As taxas Euribor mantêm-se em terreno negativo desde 2015 e, apesar dos sucessivos avanços e recuos no que toca às expectativas de mercado, este cenário deverá manter-se nos próximos anos. As Euribor – são o principal indexante em Portugal nos contratos bancários que financiam a compra de casa - e só devem regressar a terreno positivo no final do primeiro trimestre de 2024.

Os especialistas acreditam que Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu (BCE), vai descer os juros para mínimos históricos antes do final do seu mandato. O que fará a sucessora Lagarde? Ao que tudo indica a até então líder do FMI deverá dar continuidade à política de Draghi. 

"O mercado nesta altura está a dar uma probabilidade de 50% de haver um corte de taxas na reunião de julho e uma probabilidade ainda maior na reunião de setembro", diz Filipe Garcia, economista da IMF - Informação de Mercados Financeiros, citado pela Lusa. Segundo o responsável, “é bastante provável que as taxas de depósito, que hoje estão em -0,4%, desçam dez pontos base para -0,5%".

Joaquim Miranda Sarmento, professor de Finanças do ISEG - Lisbon School of Economics & Management, considera que a margem para descer a taxa de juro começa a “ser quase inexistente”. Uma opinião partilhada por Pedro Lino, economista e administrador da Dif Broker e da Optimize, para quem o “setor financeiro vai estar pressionado no curto prazo, por causa das margens” num cenário de nova descida das taxas.

Para já, estas são boas notícias para muitas famílias com crédito à habitação, que deverão continuar a ver o valor da prestação a pagar ao banco baixar.