Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Bancos não emprestavam tanto para a casa desde julho de 2008 – foram 1.117 milhões em dezembro

Em 2019, as novas operações de crédito à habitação atingiram os 10,6 mil milhões de euros.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Está ao rubro o negócio do crédito à habitação. Só num mês, em dezembro de 2019, os bancos emprestaram 1.117 milhões de euros para a compra de casa, o valor mensal mais elevado desde julho de 2008, mês em que foram concedidos 1.205 milhões de euros. Está batido, portanto, um recorde com mais de 11 anos.  

Dezembro de 2019 foi, de resto, o quarto mês consecutivo com valores de financiamento para a aquisição de habitação superiores a 900 milhões de euros, segundo dados do Banco de Portugal (BdP).  

Em termos anuais, ou seja, em 2019, as novas operações de crédito à habitação atingiram os 10,6 mil milhões de euros, sendo preciso recuar também até 2008 para encontrar um valor mais elevado (13,4 mil milhões de euros). Os dados do BdP permitem ainda concluir que o crédito à habitação aumentou 8% num ano, em 2019 face a 2018.  

“Em 2019, os volumes de novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram 10,6 mil milhões, 5,3 mil milhões e 2,3 mil milhões de euros, respetivamente”, lê-se no site do BdP.