Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: Bankinter oferece o spread mais baixo do mercado nacional

Apresentamos as principais características dos empréstimos para a compra de casa, disponíveis no banco espanhol em Portugal.

Autor: Redação

A Covid-19 “chegou” a Portugal há quase um ano, mas se há negócio que parece estar imune à crise pandémica é o do crédito à habitação. Hoje damos o pontapé de saída a uma nova rubrica do idealista/news, intitulada crédito à habitação do mês, na qual mostramos as principais condições oferecidas por vários bancos no que respeita ao financiamento da compra de casa. No caso do Bankinter destaque para o facto de ter o spread mais baixo do mercado: 0,95%.

O spread – a margem de lucro das instituições nas operações de crédito – disponibilizado pelo banco espanhol Bankinter está abaixo de 1%, sendo o mais baixo do mercado.

Os clientes que optem por contratar o empréstimo à habitação neste banco podem, assim, conseguir um spread de 0,95%, no caso de um contrato indexado à taxa Euribor variável. Para beneficiar destas condições é necessário, no entanto, domiciliar o ordenado e contratar os seguros de vida e multi-riscos através do Bankinter para obter a bonificação máxima, tal como explicam desde o idealista/créditohabitação.

Adicionalmente, com a domiciliação do ordenado, o cliente tem acesso a uma conta à ordem sem custos e que remunera o saldo da mesma nos primeiros dois anos.

No que diz respeito à Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (TAEG) praticada pelo Bankinter, começa nos 1,30%. De referir que a TAEG permite percecionar os encargos que o cliente tem com o crédito à habitação, uma vez que aglomera todos os custos do empréstimo, nomeadamente despesas, comissões ou seguros.

Importa ainda salientar que o Bankinter financia até 80% do preço de compra ou da avaliação do imóvel, o menor dos dois, e que o prazo máximo do empréstimo é 40 anos.