Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Bancos emprestaram 1.220 milhões para a compra de casa em abril

Nas novas operações de crédito à habitação, a taxa de juro média, em abril, reduziu-se dois pontos base, para 0,82%.

Bancos emprestaram 1.220 milhões para a compra de casa
Photo by Kindel Media from Pexels
Autor: Lusa

Os bancos emprestaram 1.220 milhões para a compra de casa em abril, menos que em março, mas ainda assim acima da fasquia dos mil milhões. A taxa de juro média também retomou a tendência de descida verificada nos últimos meses, segundo a nota de informação estatística divulgada esta segunda-feira, 7 de junho de 2021, pelo Banco de Portugal (BdP).

"Em abril de 2021, os volumes de novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram 1.220 milhões, 387 milhões e 174 milhões de euros, respetivamente", refere o supervisor.

Em março, as novas operações de empréstimos para habitação aumentaram para 1.382 milhões de euros, acima dos 999 milhões de euros do mês anterior e o valor mais elevado desde janeiro de 2008.

Taxa de juro média cai para 0,82%

Nas novas operações de empréstimos a particulares para habitação, a taxa de juro média, em abril, caiu dois pontos base, para 0,82%, retomando a tendência de descida verificada nos últimos meses.

No crédito ao consumo e para outros fins, as taxas de juro médias foram de 6,51% (6,45% em março) e de 3,94% (2,99% em março), respetivamente, sinaliza. A taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras, por sua vez, aumentou três pontos base face a março, para 1,99%.

Por segmento, a taxa de juro das operações abaixo de um milhão de euros aumentou cinco pontos base, para 2,30%, e a taxa das operações acima de um milhão de euros diminuiu cinco pontos base, para 1,55%.

Compara os melhores créditos à habitação em idealista/créditohabitação e esclarece as tuas dúvidas de forma gratuita.