Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lítio português quer atrair investimento estrangeiro

Autor: Redação

Portugal tem lítio e quer promovê-lo. O secretário de Estado da Energia foi até ao Canadá para participar na Cimeira de Ministros Internacionais de Minas, que reúne mais de 3.800 investidores presentes em 130 países. O objetivo é atrair investidores estrangeiros para "potenciar a produção de baterias" através do lítio.

"Somos um país que tem reservas de lítio muito consideráveis. Somos dos países do mundo que mais reservas de lítio tem. Estamos a dar conta do nosso potencial, porque o lítio é cada vez mais procurado, precisamente para as baterias, para a mobilidade elétrica, mas também para outros aspetos, como a indústria do vidro", disse o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, citado pela Lusa.

O membro do Governo foi até ao Canadá explicar que Portugal é um dos países líderes mundiais no campo das energias renováveis ao nível da produção de eletricidade, sendo o lítio – que possui em grandes quantidades – "uma das matérias-primas que podem potenciar a possibilidade de produção de baterias" numa era em que o mundo enfrenta vários desafios ambientais e energéticos.

“Isto também é transversal àquilo que a UE neste momento está a desenvolver, que é uma estratégia europeia paras as baterias. A mais-valia portuguesa, o conhecimento português nas minas, pode ser potenciado numa estratégia mais ampla que tenha a ver com as baterias, que possa criar no nosso país não apenas a recolha e a prospeção e exploração de um recurso, mas que possa significar o futuro do ponto de vista industrial. A criação de uma indústria neste setor", acrescentou o governante.

O secretário de Estado da Energia pretende atrair "investidores para o concurso público internacional, que será lançado brevemente", abrangendo áreas identificadas com reservas de lítio.