Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Metro de Lisboa vai investir 210 milhões em novas composições e na modernização do sistema

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

O Governo autorizou o Metropolitano de Lisboa a realizar um investimento de 210 milhões de euros, que contempla a aquisição de sete composições (14 unidades triplas) e a modernização dos sistemas de segurança, sinalização e controlo de circulação.

A garantia foi dada pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, numa audição na Assembleia da República. Segundo o governante, a aquisição das composições significa um investimento de 110 milhões de euros enquanto o novo sistema de sinalização e segurança será aplicado nas linhas azul, amarela e verde e representa um investimento de 100 milhões de euros.

De acordo com João Matos Fernandes, o novo sistema “permite reforçar a segurança do serviço” e reorganizar de forma automática os horários em situações de perturbação na circulação.

Ambas as medidas serão financiadas pelo Fundo Ambiental, cujas receitas poderão chegar aos 250 milhões de euros, adiantou o ministro.

Recorde-se que recentemente soube-se que o novo plano de expansão do Metropolitano de Lisboa entre o Rato e o Cais do Sodré – cujas obras devem arrancar em 2019 e terminar em 2023 – deverá custar 266 milhões de euros.