Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Bancos em plena limpeza de balanços: reduzem 36% de malparado em dois anos

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Os bancos portugueses reduziram o valor de crédito malparado em 18 mil milhões de euros nos últimos dois anos, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP). Os números mostram uma nova quebra neste tipo de empréstimos, contudo, os níveis de crédito em incumprimento em Portugal continuam acima da média europeia.

Desde o máximo histórico, observado em junho de 2016, o rácio de NPL (”non-performing loans”, expressão em inglês para crédito malparado) diminuiu 6,2 pontos percentuais. Trata-se de uma redução de 36%, o equivalente a 18 mil milhões de euros, escreve a Lusa. No segundo trimestre de 2018, o rácio de NPL total diminuiu um ponto percentual para 11,7%, beneficiando principalmente da redução do “stock”' de malparado, que baixou 2,3 mil milhões de euros (6,5%).

Na nota de informação estatística publicada pelo regulador, sobre o sistema bancário português, no segundo trimestre de 2018 os depósitos de clientes aumentaram 3,6%, "tendo este aumento sido transversal às instituições mais significativas do sistema".

A evolução foi mais expressiva nos segmentos das sociedades não financeiras e das outras sociedades financeiras (excluindo instituições de crédito), que registaram aumentos de 4,1 mil milhões de euros e de 2,5 mil milhões de euros, respetivamente. O financiamento junto de bancos centrais também prosseguiu a trajetória descendente, registando um novo mínimo desde o primeiro trimestre de 2010.