Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

MB Way: Bancos querem substituir aplicação por soluções próprias

MB wAY
MB wAY
Autor: Redação

Oferecer uma alternativa à aplicação MB Way está nos planos dos cinco maiores bancos nacionais. O objetivo é simples: procurar fidelizar os clientes às “apps” do banco, dando-lhes vantagens, mas penalizando, através de comissões, quem decidir trabalhar com outras entidades.

As soluções digitais que estão a fazer “concorrência” à aplicação da SIBS são, por exemplo, a NB smart app, a App Millennium, a App Caixa Easy, a App Santander e a BPI App. Mas têm grandes diferenças. Na app MB Way todas as operações são gratuitas e é possível associar até oito cartões bancários, de várias instituições financeiras, desde que pertençam ao grupo dos bancos aderentes. Um modelo em tudo diferente das soluções internas dos bancos, que são fechadas e que aceitam apenas os cartões bancários de cada instituição, tendo já começado a cobrar pelas transferências, como explica o Público.

O BPI e o Millenium BCP – que já tem soluções internas disponíveis para os seus clientes – deram o “primeiro passo” na cobrança de transferências MB Way. O BPI cobra desde maio uma comissão de 1,248 (com imposto de selo) e o Millenium BCP vai começar a fazê-lo a 17 de junho, passando a cobrar 1,248 euros aos que utilizarem a aplicação criada pela SIBS e 52 cêntimos nas transferências realizadas na app interna Millenium – exceto os clientes mais jovens (até 23 anos), e os que têm contas Programa Prestige, Programa Prestige Directo, Portugal Prestige, Cliente Frequente ou Millennium Go!.

A NB smart, do Novo Banco, tem todas as funcionalidades de MB Way, segundo o Público, mas ainda não começou a cobrar. De acordo com a publicação, as apps Santander e Caixa Geral de Depósitos têm os seus lançamentos agendados para breve.