Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugueses pediram 14.680 milhões ao banco este ano – desde 2010 que não se endividavam tanto

Autor: Redação

Os números são claros: entre janeiro e outubro de 2019, as famílias pediram emprestado ao banco para habitação, consumo e outros fins 14.680 milhões de euros, o que dá uma média de cerca de dois milhões de euros por hora. São mais 1.197 milhões de euros que no mesmo período do ano passado, sendo preciso recuar até 2010 para encontrar um valor superior (14.987 milhões de euros).

Segundo o Dinheiro Vivo, que se apoia em dados do Banco de Portugal (BdP), os financiamentos para a compra de casa lideram de longe a lista: só em outubro de 2019, os bancos concederam 943 milhões de euros de crédito à habitação, elevando para 8.522 milhões de euros o montante concedido para compra de casa desde o início do ano. É também o valor mais alto desde 2010.

No que diz respeito ao crédito ao consumo, os bancos emprestaram 526 milhões de euros às famílias em outubro, sendo que nos primeiros 10 meses de 2019 foram concedidos 4.278 milhões de euros, o valor mais alto dos últimos 15 anos – desde 2004, ano em que foram concedidos 4.306 milhões de euros.