Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Um em cada três portugueses não consegue pagar despesas imprevistas

Eurostat
Eurostat
Autor: Redação

Os números são relativos a 2019, ou seja, a uma era pré-pandemia de novo coronavírus, mas são alarmantes: um terço dos portugueses (33%) – um em cada três – não conseguia pagar despesas imprevistas no ano passado. Trata-se de um valor ligeiramente inferior ao verificado no ano anterior (33,3%), mas ligeiramente superior ao registado na média da União Europeia (UE): 32%.

Os dados revelados pelo Eurostat permitem ainda concluir que a percentagem de portugueses que não conseguia pagar despesas imediatas é agora superior à registada em 2017 (31,5%).

Eurostat
Eurostat

Relativamente ao ano passado, e segundo o gabinete de estatísticas da UE, é na Croácia que mais cidadãos são incapazes de fazer face a uma despesa financeira inesperada. Seguem-se na lista Letónia, Grécia, Chipre e Lituânia, por esta ordem. Portugal surge na 12ª posição da tabela.

Em sentido inverso encontra-se Malta, que é, desta forma, o país da UE que melhor lida com situações de despesas financeiras imprevistas.