Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

IRS 2020: prazo para entregar declaração ao Fisco termina a 30 de junho

Quase 4,8 milhões de declarações de IRS já foram submetidas no Portal das Finanças. O prazo legal para contribuintes cumprirem esta obrigação declarativa dentro de duas semanas.

Photo by Who’s Denilo ? on Unsplash
Photo by Who’s Denilo ? on Unsplash
Autor: Redação

O prazo legal para entregar a declaração de IRS ao Fisco está prestes a terminar. A data limite é 30 de junho de 2020 e, ao que tudo indica, cerca de um milhão de contribuintes ainda não submeteu a declaração de rendimentos no Portal das Finanças. Se ainda não cumpriste esta obrigação declarativa, será melhor tratar de resolvê-la o quanto antes.

A campanha de IRS arrancou a 1 de abril, tendo o Fisco registado um máximo histórico, no primeiro dia, com a submissão de mais de 520 mil declarações. Nos dias seguintes, de acordo com os dados então facultados pelo Ministério das Finanças, o ritmo baixou para uma média diária de 78.309. Até ao momento, já foram entregues à Autoridade Tributária (AT), quase 4,8 milhões de declarações Modelo 3, menos um milhão do que o total registado no ano passado.

A entrega do IRS este ano tem sido marcada por atrasos no processamento dos reembolsos - a AT começou a processar os primeiros reembolsos 21 dias depois de ter arrancado o prazo da entrega da declaração - , sobretudo em abril e maio, mas o Governo garante que o ritmo de pagamentos já está normalizado. E se ainda estiveres a aguardar o montante, sabe que é possível consultar o estado do reembolso através do Portal das Finanças. Mostramos-te aqui como fazê-lo, passo a passo.

Há ainda duas apps divulgadas pela AT que podem ser particularmente úteis neste processo, quer para submeter a declaração como para realizar o pagamento ou o acompanhar os reembolsos. Trata-se das aplicações móveis “IRS 2019” e “Situação Fiscal – Pagamentos”, disponíveis no Google Play e App Store.