Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fortuna do dono da Amazon não para de crescer

Jeff Bezos é agora a pessoa mais rica de sempre, com património de 172 mil milhões de dólares.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Superando-se a si mesmo, quando há cerca de dois anos, bateu um recorde histórico de riqueza, Jeff Bezos subiu recentemente a sua fortuna para os cerca de 172 mil milhões de dólares (152,854 mil milhões de euros, à taxa atual de câmbio), elevando-o à categoria de pessoa mais rica do mundo, segundo o Bloomberg Billionaire Index. Tinha sido em setembro de 2018 que o CEO e fundador da Amazon tinha conseguido chegar a 167,7 mil milhões de dólares.

Isso aconteceu antes do divórcio da sua ex-mulher MacKenzie, depois de 25 anos de casamento. Na altura, MacKenzie recebeu 25% da participação que o casal detinha na Amazon, o que equivale a 4% da empresa.

Agora, também MacKenzie bateu um recorde pessoal, depois de ver a sua fortuna subir para 57 mil milhões de dólares, o que faz dela a décima segunda pessoa mais rica do mundo. Num ano, o cofre da milionária acumulou mais 20 mil milhões de dólares, segundo o índice da Bloomberg. 

Jeff Bezos detém 57 milhões de ações da Amazon, ou 12% da empresa de onde provém grande parte da sua riqueza e que viu o preço das suas ações disparar 56% no último ano. O confinamento decretado pelos governos em todo o mundo, com o objetivo de conter a propagação da covid-19, beneficou empresas ligadas ao comércio online, um segmento que a Amazon lidera.

Mas nem todos os bilionários tiveram a bom performance de Bezzos este ano. Por exemplo, o espanhol Amancio Ortega, o americano Warren Buffett e o magnata francês Bernard Arnault viram os seus patrimónios perderem valor, de acordo com a Bloomberg.