Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ronaldo "finta" fora dos relvados e investe na saúde – é acionista da Insparya (ex-Saúde Viável)

Futebolista português passa a deter 17% do capital da entretanto redenominada Insparya Nacional, que prevê investir 28 milhões em cinco anos.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Cristiano Ronaldo “dá cartas” também fora dos relvados. O futebolista português, que está ao serviço da Seleção Nacional – Portugal vai participar no Euro2020 –, é acionista do grupo Saúde Viável, que na sequência de uma remodelação passa agora a denominar-se Insparya Nacional. Trata-se de uma clínica especializada no diagnóstico, tratamento e investigação em saúde e transplante capilar que atravessa agora uma nova fase de expansão, estando prevista a abertura de espaços em Milão (Itália), Marbella e Valência (ambos em Espanha) ainda este ano.

Vamos por partes. Em março de 2019, abriu em Madrid (Espanha) a Insparya, que em 2020 gerou cerca de 40% da faturação de 25 milhões de euros do grupo português Saúde Viável, que tem clínicas de saúde capilar no Porto, Braga, Lisboa e Vilamoura, escreve o Jornal de Negócios. 

Segundo a publicação, a Insparya, a marca da Saúde Viável para a internacionalização, arrancou a sua expansão mundial com Cristiano Ronaldo na posse de 50% do capital da sociedade detentora da clínica madrilena. Alguns meses depois, Paulo Ramos, fundador do grupo português, vendeu metade da ‘holding’ que detém a Saúde Viável a um consórcio formado pela ‘private equity’ portuguesa Vallis e a britânica Hermes GPE.

Agora deu-se um novo passo na internacionalização e na estrutura da marca, visto que Ronaldo e os sócios decidiram adotar a marca Insparya como insígnia única para o grupo, fazendo desaparecer o nome Saúde Viável. O que aconteceu? O futebolista entrou na casa-mãe do grupo, passando a deter 17% do capital da entretanto redenominada Insparya Nacional. O restante capital ficou dividido em partes iguais entre Paulo Ramos e os fundos Vallis/Hermes, explica o Negócios, salientando, no entanto, que a Insparya International passa a ser detida, em partes iguais, por Paulo Ramos, pelos fundos Vallis/Hermes e pela CR7, SA, a empresa do futebolista português.

Previsto investimento de 28 milhões de euros

“O Cristiano Ronaldo conjuga visão de negócio e notoriedade mundial, pelo que traz condições para se criar uma dinâmica forte para a liderança mundial do nosso setor”, disse Paulo Ramos, citado pelo jornal. 

Segundo o CEO da Insparya, o objetivo da empresa é ter nos próximos cinco anos cerca de dez clínicas na Europa, além das já existentes. Para tal, está previsto um investimento de cerca de 25 milhões de euros, “aos quais acrescem três milhões para Portugal”.

Para breve, até final do ano, está prevista a abertura do primeiro espaço em Itália, em Milão, e de mais dois em Espanha, em Valência e em Puerto Banús, Marbella.

“Em avaliação temos outros mercados, como Paris, Bruxelas, Munique, Roma. Depois de nos afirmarmos na Europa, equacionamos expandir para a América do Sul, EUA e Ásia”, adiantou o empresário. Em Portugal, está em equação a abertura de uma clínica em Viseu.