Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Trocado por miúdos: Sabes que podes utilizar o cartão de crédito sem custos?

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Artigo escrito para o idealista/news, no âmbito da rubrica “Trocado por Miúdos”, por joao.raposo@reorganiza.pt, partner da Reorganiza.

Os cartões de crédito têm sido dos principais motivos para situações de descontrolo financeiro. Mas não tem de ser assim! Deixamos aqui algumas ideias para que utilizes o teu cartão de crédito sem qualquer custo adicional.

Sabes ao certo quantos cartões tens?

Muitos portugueses ficam impressionados quando são confrontados com o dado de haver mais cartões de crédito do que portugueses. Repara que se há cerca de 12 milhões de cartões de crédito e que para ter cartão é suposto que se esteja enquadrado na população ativa, então, os potenciais utilizadores de cartões de crédito têm cerca de três cartões por pessoa.

Há 20 anos considerávamos que uma pessoa com muitos cartões de crédito (sobretudo se fossem dourados!) era uma pessoa com muitas posses. Mas hoje em dia, generalizou-se tanto que qualquer pessoa tem três ou quatro cartões na carteira. É que cartões de crédito não são apenas aqueles que o teu banco te apresenta. Cada vez há mais lojas que “oferecem” descontos a quem tiver o cartão de cliente, sendo que esse cartão tem uma financeira associada. Porque será? Se quiseres verificar todas as tuas responsabilidades de crédito acede ao site do Banco de Portugal e retira o teu mapa de Responsabilidades de Crédito. Provavelmente ficarás surpreendido por também teres mais de dois ou três cartões de crédito em teu nome.

Utilizar o cartão sem juros

O facto de teres cartão de crédito pode ser uma forma inteligente e prática de gerires o dinheiro sem qualquer custo adicional. Basta que utilizes o cartão na modalidade de pagamento a 100%. 

Todos os cartões de crédito têm diferentes modalidades de pagamento, que vão desde os 3%-5% a 100% do valor em dívida. Se optares pelos 100% podes ter hoje dinheiro contigo que só vais devolver daqui a 50 dias (no máximo) sem pagar mais por isso. 

Para que possas utilizar o crédito até 50 dias sem juros tens de ter em atenção a data de emissão do extrato da dívida da conta-cartão. Por exemplo: se fizeres uma compra com o cartão no primeiro dia após o fecho do extrato do mês anterior, vais ficar com 50 dias pela frente até pagar esse valor. Como é que isso acontece? É fácil. Se aos 30 dias de um extrato para outro somares os 20 dias que tens de prazo para pagamento do valor (se for a 100%, claro), então tens 50 dias de crédito sem juros! 

Cuidados que deves ter 

Nunca percas de vista que os bancos e financeiras só ganham dinheiro se utilizares o cartão sem ser a 100%. Desta forma vão incentivar que utilizes com frequência o cartão e que a qualquer altura alteres a modalidade de pagamento. Aliás, se optares pelo “mínimo a pagar”, então ainda melhor para eles. Para incentivarem o uso do cartão, as lojas (com as financeiras por detrás) fazem sorteios de prémios, isentam custos pelo cartão, dão descontos, vouchers, etc. Estes benefícios são ótimos, mas para os aproveitares deves manter-te firme no propósito de pagar sempre a 100%. Caso contrário pode acontecer que o barato saia caro! Não te deixes iludir com as ofertas e promoções que fazem, pois o objetivo é sempre o mesmo: utilizar o “plafond” a crédito para que eles ganhem dinheiro.

Tens muitos cartões e queres acabar com eles?

Um erro muito frequente é recorrer ao cartão de crédito em situações de imprevistos. Pois não há anda mais fácil que alterar a modalidade de pagamento de 100% para o “mínimo a pagar”. Muitos portugueses entram numa espiral de endividamento, quase sem se aperceberam, quando começam a pagar diferentes compras a crédito. O que parece suportável no 1º mês pode vir a revelar-se uma prisão de anos e anos de prestações. Não te conformes com esta situação e procura terminar com a dívida do cartão o quanto antes.