Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Time Out quer reabilitar Estação de S.Bento para abrir mercado no Porto

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

Depois do Mercado da Ribeira, em Lisboa, a Time Out pretende explorar um conceito semelhante na Estação de São Bento, no Porto. O projeto para o edifício, que foi classificado em 1997 como Imóvel de Interesse Público, carece ainda de autorizações da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e da Câmara do Porto e visa a criação de uma área de 2200 metros quadrados, na zona lateral da estação, voltada para a Rua do Loureiro, com uma oferta de 500 lugares, 15 restaurantes, quatro bares, quatro lojas, uma cafetaria e uma galeria de arte.

A Time Out Market diz que vai apresentar "nas próximas semanas" o "projeto formal" do novo "mercado de cultura e comida" que prevê inaugurar no segundo semestre de 2017 na Estação de S. Bento, no Porto.

“Estivemos a negociar a ocupação do espaço e a partir de agora é que vamos redefinir com todos os especialistas como se pode converter aquele espaço em detalhe, para depois submeter o projecto à DGPC. Sabemos que é um processo complicado, mas que preocupa mais quem tem ambições grandiosas. Nós temos intenções muito modestas”, diz, citado pelo Público, João Cepeda, que preside à unidade do Time Out Group responsável pelo conceito destes mercados urbanos.

Dar nova vida a espaços "moribundos"

O gestor garante que não será necessário avançar com qualquer demolição, mas que a Time Out quer construir uma nova estrutura anexa ao edifício. “Vamos tirar tudo o que está podre e reabilitar o espaço, cumprindo o que lá está. Basicamente, queremos reabilitar e criar um edifício ao lado, uma estrutura que sirva de elemento aposto ao que existe".

Citado pela Lusa, Cepeda destaca que a "postura" da empresa é precisamente a de "grande defensora do património", sendo disso exemplo o projeto do Mercado da Ribeira, em Lisboa, e frisa que o conceito dos mercados é "dar uma vida nova e trazer mais gente e mais negócio a sítios que antes estavam sem grande atividade".

Time Out Market pretende aliás repetir "em várias cidades do mundo", desde Nova Iorque a Miami, Berlim ou Londres.

"Este projeto vai ser sensivelmente um terço a metade mais pequeno que o de Lisboa e pretende juntar os melhores sítios do Porto debaixo do mesmo teto. Mas a ambição é igual a Lisboa, onde o Mercado da Ribeira é um dos sítios mais visitados - se não o mais visitado - da cidade, com uma média de 11 mil pessoas por dia", afirmou.

Time Out Market em Londres no próximo ano

Depois de Lisboa e Porto, a Time Out Market pretende repetir o conceito "em várias cidades do mundo", desde Nova Iorque a Miami, Berlim ou Londres.

Fora de Portugal, a inauguração do conceito acontecer em Londres, no Reino Unido. Segundo o Notícias ao Minuto, o novo mercado da Time Out tem data marcada para abrir portas no segundo semestre de 2017, na 106 Commercial Street, no East End.