Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Russos a caminho? Baía do Tejo promoveu territórios da Lisbon South Bay em Moscovo

Baía do Tejo
Baía do Tejo
Autor: Redação

Chineses, britânicos, norte-americanos, portugueses e agora, russos. A Baía do Tejo (BT) continua “à caça de investidores”. E desta vez foi até Moscovo, à feira ProdExpo 2018, promover o megaprojeto imobiliário que quer revolucionar o Arco Ribeirinho Sul. Assinou três protocolos com entidades ligadas à Câmara do Comércio e Indústria da Federação da Rússia.

De acordo com os responsáveis da BT, está prevista a vinda a Portugal de uma comitiva composta por várias entidades e empresas de diversos setores de atividade da Federação Russa que, ao que tudo indica, deverá passar pelos territórios da Lisbon South Bay, nomeadamente pelos parques empresariais e terrenos que a empresa gere no Barreiro, Seixal e Almada, incluindo as antigas instalações da Quimiparque e da Lisnave, na Margueira, onde nascerá a Cidade da Água.

“As entidades são a National Guild of Producers and Importers, a National Union of Food Exporters e a Russian-Portuguese Business Council of Chamber of Commerce and Industry of the Russian Federation”, disse a empresa, citada pelo Expresso.

Um dos protocolos assinados foi com a Câmara de Comércio e Indústria de Moscovo, que representa cerca de 3.500 associados. “Estes protocolos vieram confirmar o grande interesse da comunidade empresarial russa na vantajosa posição geoestratégica de Portugal e no ambiente efervescente que a região da Grande Lisboa e as principais cidades do nosso país têm manifestado”, defenderam os responsáveis, segundo escreve o Jornal Económico.

De recordar que o concurso para o maior projeto imobiliário promovido pela BT, a Cidade da Água, deverá ser lançado já no final do primeiro semestre. Neste momento há cinco investidores interessados, nomeadamente um grupo chinês, um britânico, um norte-americano e dois portugueses.