Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Nova FIL será três vezes maior (terá 111 mil m2) – obras de expansão custam 150 milhões

Projeto preliminar da ampliação da FIL / Expresso
Projeto preliminar da ampliação da FIL / Expresso
Autor: Redação

Foi há 20 anos que a Feira Internacional de Lisboa (FIL) se mudou da Junqueira para o Parque das Nações. Agora, o local onde anualmente se realiza o Salão Imobiliário de Portugal (SIL), entre outros eventos, vai ser ampliado: prevê-se que “a área expositiva quase triplique”, para cerca de 111 mil metros quadrados (m2), nos próximos 10 anos. Em causa está um investimento de 150 milhões de euros.

Segundo Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP, proprietária da FIL, o plano de ampliação das atuais instalações visa “criar condições para proporcionar ao país uma infraestrutura que possa acolher mais e maiores eventos de âmbito nacional e internacional”. 

Além de quase triplicar a área expositiva, o plano de expansão da FIL, que será realizado em fases durante os “próximos 10 anos”, poderá “incluir a construção de um novo hotel, da responsabilidade de outro investidor”, avançou a Fundação AIP, citada pela Lusa.

“Numa primeira fase do plano, que se prevê implementada em 2020, a estratégia consiste em fechar o espaço de ligação entre os quatro pavilhões, bem como a expansão do Pavilhão 4, aumentando a área de exposição para 58 mil m2, o que permitirá potenciar eventos que já decorrem na FIL”, revelou a entidade.

Ainda na fase inicial, “ampliando a área expositiva para 78 mil m2, está também prevista a construção de um edifício longitudinal aos quatro pavilhões, a um nível superior por cima da atual área técnica e do parque de cargas e descargas, uma estrutura polivalente para exposições, salas de reunião e sessões paralelas, fundamentais para a futura atração de grandes congressos e eventos internacionais”.

Relativamente à segunda fase do projeto de expansão da FIL, incluirá a construção de um novo edifício, que albergará um auditório para 5 mil pessoas, dois pavilhões de grandes dimensões, salas de reuniões e instalações subterrâneas de suporte à realização de grandes eventos. E desta forma a FIL terá uma área expositiva final de 111 mil m2.